Saúde

Saúde da mulher: confira mitos e verdades sobre o período menstrual

Ginecologista conta que a quantidade de perda sanguínea considerada normal nesse período é de até 80m

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Será que você sabe tudo sobre o período menstrual? Para muitas mulheres, apesar das dores e incômodos, a menstruação é entendido como um sinal de que o corpo está funcionando bem e quando algo incomum acontece se torna alvo de preocupação. Pensando nisso, o ginecologista Renato de Oliveira, reuniu os principais mitos e verdades sobre o assunto. Confira:

Como saber se o meu sangue está normal?

Nos primeiros dias do ciclo, a coloração é amarronzada, parecido com borra de café, na metade do período o sangue é vermelho, bem vivo, e ao final ela volta a escurecer, com cor vinho. É comum que para as que tomam anticoncepcional ou que tenham uma curta duração do período menstrual, a cor seja marrom também.

Algumas mulheres podem ver alguns coágulos sanguíneos e isso é 100% normal, muitas vezes ocasionado devido a quantidade do fluxo. Se você tem o costume de utilizar o coletor menstrual, o sangue não pode ter nenhum odor, pois ele está sendo coletado dentro de você, diferente de quem costuma usar absorventes descartáveis e acaba tendo contato com a flora normal. Se isso acontecer, é importante procurar seu médico para saber se há bactérias no canal vaginal.

Qual a duração e quantidade ideal?

O ciclo de uma mulher dura em média 28 dias, variando entre 24 a 28, porém o sangramento ocorre de 4 a 6 dias, podendo ser um pouco mais ou um menos. A quantidade de perda sanguínea considerada normal nesse período é de até 80ml, caso você sinta que seu corpo está ultrapassando esse número ou que está sendo menos do que o de costume, o ideal é procurar um médico para esclarecer as dúvidas.

Parei de menstruar, e agora?

Essa condição é chamada de amenorréia e pode ser primária ou secundária. A primeira ocorre quando a mulher nunca menstruou, pois, isso pode sim acontecer, apesar de ser raro. As causas mais comuns para essa disfunção são anormalidades nos órgãos reprodutores, que serão percebidas durante a puberdade.

A segunda, acontece quando a mulher que possuía seu ciclo normal para de menstruar por três meses ou mais espontaneamente. As causas mais comuns são gravidez, síndrome do ovário policístico e insuficiência ovariana.

Alterações são normais?

As alterações podem ser normais, dependendo do motivo. Mulheres que tomam anticoncepcionais podem ter a duração, cor e intensidade afetadas, por exemplo. No entanto, se a alteração acontecer de repente, é importante consultar o médico para saber de onde surgiu a mudança. Vale lembrar que o uso de qualquer medicamento deve ser consultado anteriormente com um profissional da saúde.