Saúde

Saúde das crianças em dia: especialista aponta como evitar doenças típicas do verão

Médica recomenda uma alimentação saudável que contribua para o bom funcionamento do organismo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Quer aproveitar o verão com tudo que tem direito? É essencial redobrar os cuidados com a saúde, principalmente das crianças, pois na estação mais quente do ano é comum o aparecimento de doenças.  O verão traz muito calor e favorece a ocorrência de doenças por vários motivos: a exposição ao sol, alta temperatura, suor excessivo, o mar e o cloro da piscina, que podem prejudicar a saúde infantil causando problemas como, intoxicação alimentar, desidratação, irritações na pele ou até conjuntivite.

A professora do curso de medicina da Unime Lauro de Freitas, Adriana Cardoso orienta que é importante manter o isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19 e redobrar a atenção com as crianças durante esse período.

“Um dos principais problemas que afetam as crianças, no verão, é a desidratação. Com o calor, elas transpiram mais e sofrem perda excessiva de líquido. Por isso, é fundamental não se descuidar e não deixar de dar muita água para o pequeno, pois é preciso repor todo o líquido que a criança perdeu por causa do suor”. Os sucos naturais são essenciais”, ressalta a especialista.

Para evitar as doenças do verão, a médica recomenda uma alimentação saudável que contribua para o bom funcionamento do organismo. É comum os pequenos comerem na praia, no clube, no shopping ou no parque. Mas, nem sempre, os alimentos, nesses locais, são saudáveis. O ideal é evitar cremes, como chantilly e maionese, carne, ou mesmo sorvete de marcas caseiras vendido em lugares públicos”. 

A conjuntivite é um problema bastante comum nesta época do ano e pode ser causada por vírus, bactéria ou alergia, sendo facilmente transmissível. Segundo a especialista a irritação pode ocorre também pelo contato com o protetor solar ou por conta do excesso de cloro nas piscinas.

“A criança deve sempre lavar as mãos com água e sabão, lavar o rosto, em água corrente, após a piscina e não deixar usar a mesma toalha de pessoas que não conhece”, finaliza.