Saúde

Será que você está no caminho certo? Mitos e verdades sobre emagrecimento saudável

"Dietas restritivas, feitas sem o acompanhamento, podem trazer consequências graves", alertou o endocrinologista Guilherme Renke

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Dieta é um assunto que sempre levanta curiosidade e, às vezes até, polêmicas. Afinal, investir em medidas radicais para perder peso pode interferir no funcionamento do organismo ou provocar o terrível efeito sanfona.

"Dietas restritivas, feitas sem o acompanhamento de um médico ou nutricionista, podem trazer consequências graves, como os transtornos alimentares. Além disso, ainda aumentam o risco de sarcopenia, que ocorre quando há perda de massa muscular com prejuízo metabólico para o paciente", explica Guilherme Renke, endocrinologista, médico do esporte e consultor da Via Farma.

Foto: reprodução / Shutterstock
Para ajudar na missão de emagrecer de forma efetiva - e o mais importante, com saúde - o especialista falou sobre alguns mitos e verdades que cercam o assunto. Confira:

Existe um peso ideal para cada pessoa
Mito.
O peso mostrado na balança convencional não é tudo o que importa para a saúde. Imagine que, aos 20 anos, um indivíduo tenha 50kg, com uma boa massa muscular e baixo percentual de gordura. Mas, se essa mesma pessoa chegar aos 40 anos com os mesmos 50kg, compostos por alto percentual de gordura e pouca massa muscular, sua chance de desenvolver síndromes metabólicas e resistência à insulina será aumentada. No fim das contas, o que mais importa não é o peso, mas sim a composição corporal, que é a proporção entre gordura e massa magra no organismo.

Emagrecer e perder peso significam a mesma coisa
Mito. Ao contrário do que muitos acreditam, há uma diferença entre os dois conceitos. Perder peso quer dizer "diminuir o número na balança", independente da proporção de gordura e massa magra que foi perdida. Já o emagrecimento vai além disso: é a redução da gordura corporal com mínimas alterações no volume de massa muscular. Quanto mais massa magra no organismo, maior é o gasto calórico em repouso e mais rápida também será a queima de gordura.

Extratos naturais ajudam a emagrecer
Verdade.
A fitoterapia tem ganhado cada vez mais espaço no tratamento do sobrepeso e da obesidade. Isso porque muitos pacientes querem evitar o uso de medicamentos controlados e alguns não possuem critérios para o uso de certos fármacos. Por isso, vale falar com o médico ou nutricionista sobre as opções naturais disponíveis atualmente.

Exercício físico dá fome
Mito.
Existe o boato de que fazer atividade física aumenta o apetite, o que dificultaria o emagrecimento. Mas isso não tem fundamento - o exercício é sim uma abordagem segura e bem-sucedida para a mudança da composição corporal, especialmente a musculação. Estudos mostram, inclusive, que além de queimar calorias, a atividade física até ajuda a controlar a fome.

Água ajuda a emagrecer
Verdade.
Um corpo mais hidratado tem um metabolismo mais eficiente, o que favorece o processo de emagrecimento. Além disso, uma boa ingestão de água também previne a retenção de líquidos, diminuindo o inchaço responsável por medidas a mais. A necessidade diária de água varia de pessoa para pessoa, dependendo das características do organismo e da rotina de exercícios



"Além disso, é essencial que o paciente aumente a frequência de exercícios na semana, seguindo uma dieta adequada e diminuindo o consumo de álcool e açúcar", complementou o especialista.