Saúde

Sexo e menstruação: veja fatos que todo mundo deve saber sobre essa combinação

É importante ter noção sobre alguns cuidados essenciais para evitar problemas futuros, que podem ser de uma gravidez inesperada até a contaminação por doença

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


Você costuma ter relações sexuais durante o período menstrual (seja seu ou da parceira)? Se a resposta for sim, é importante ter noção sobre alguns cuidados essenciais para evitar problemas futuros, que podem ser de uma gravidez inesperada até a contaminação por doença. Com base em uma matéria do portal UOL, separamos cinco fatos que merecem atenção quando o assunto é fazer sexo durante a menstruação.

Foto: reprodução
1. É possível engravidar: durante o período menstrual o risco de gravidez é baixo, pois o óvulo pode ficar armazenado no trajeto entre o ovário e o útero por alguns dias —e como os espermatozoides também costumam permanecer alguns dias nesse trajeto, há o risco de a mulher engravidar.

2. Sexo e absorvente juntos de jeito nenhum: independente do tamanho do pênis do seu parceiro (a) e de não sentir incômodo usando absorvente, não é recomendado juntar as duas coisas. Durante o sexo, o absorvente pode ser empurrado para o fundo da vagina e provocar dor. Além disso, pode facilitar o desenvolvimento de infecções e corrimentos.

3. Sexo pode afetar a duração do período menstrual: o orgasmo provoca contrações uterinas, que ajudam a saída do sangue e reduzindo a duração da menstruação.

4. Maior risco de contrair doenças: nada de dispensar o uso do preservativo nas relações. De acordo com o UOL, a menstruação deixa o colo do útero fique ligeiramente mais aberto. Os vasos sanguíneos do endométrio também se dilatam, o que torna toda a área mais sensível a fungos, bactérias e à contaminação por ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) como os vírus HPV e HIV, hepatites B e C, gonorreia e clamídia.

5. Sexo pode ser remédio:
o ato de fazer sexo libera endorfinas e serotonina, substâncias produzidas pelo cérebro que têm ligação direta com o nosso prazer e bem-estar. Outro benefício é que também atua como analgésico, ajudando a atenuar as cólicas e a melhorar o humor.