Saúde

SUS vai disponibilizar pomadas para tratamento de HPV a partir de 2019

Medicamentos serão disponibilizados gratuitamente em até 180 dias; SUS também oferece vacina para prevenção

Agência O Globo
A partir do ano que vem o Sistema Único de Saúde (SUS) irá oferecer pomadas de podofilotoxina e imiquimode para o tratamento de verrugas nas genitálias e no ânus, uma das consequências da infecção pelo vírus HPV. Segundo o Ministério da Saúde, os medicamentos estarão disponíveis à população em até 180 dias.
Transmitido sexualmente, o Papilomavírus Humano pode causar até câncer de colo de útero — a quarta causa mais frequente de morte por câncer em mulheres no Brasill. Geralmente, o tipo de HPV que culmina o surgimento de verrugas não é cancerígeno. Esses condilomas acuminados não possuem padrão de aparecimento no corpo em relação à quantidade, tamanho e tipos. Embora sejam assintomáticas, podem causar coceira.
No Brasil, de acordo com pesquisa realizada pelo projeto POP-Brasil- Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional de Infecção pelo HPV, a prevalência estimada de HPV foi de 54,6%, sendo que 38,4% destes participantes apresentaram HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer. A pesquisa foi realizada em 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal com 7.586 pessoas entrevistadas, sendo que 2.669 foram analisadas para tipagem de HPV. O estudo foi feito com jovens de 16 a 25 anos, sendo 5.812 mulheres e 1.774 homens.
Vacina HPV
A vacina de prevenção contra o HPV é oferecida gratuitamente no SUS desde 2014. O público alvo das três doses são meninas com idade entre 9 e 14 anos, meninos de 11 a 14 anos; pessoas portadoras de AIDS, e também aquelas transplantadas na faixa etária de 9 a 26 anos.