Saúde

Tem problemas com a menstruação? Saiba o que pode estar alterando o seu ciclo

De acordo com o ginecologista Jorge Valente, qualquer modificação na menstruação deve ser investigada

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Está com a menstruação atrasada? Não precisa ficar desesperada, pois nem sempre significa gravidez. Fatores como estresse, infecções, uso de alguns medicamentos, distúrbios endócrinos e distúrbios alimentares podem afetar a regularidade do ciclo menstrual.

De acordo com o ginecologista Jorge Valente, diretor médico do Centro de Pesquisa e Assistência em Reprodução Humana (CEPARH), qualquer modificação na menstruação deve ser investigada. “Se a menstruação atrasa, a mulher deve procurar seu ginecologista para identificar a causa. Se a gravidez for descartada, a ausência de menstruação pode ser associada a alguma doença, como miomas uterinos ou problemas de tireoide”, pontuou.

Foto: reprodução

O especialista indicou que a menstruação dura entre dois e sete dias, mas em média sua duração fica em torno de quatro dias. Já o ciclo menstrual - período que vai do primeiro dia da menstruação até o primeiro dia da próxima menstruação - varia de 25 a 35 dias em média para a maioria das mulheres.

Confira o que pode alterar seu ciclo menstrual:

1) Dietas restritivas, baixo consumo calórico e atividade física em excesso: esses itens podem afetar a produção hormonal e, consequentemente, a ovulação.

2) Fatores emocionais
: a ansiedade, o estresse e o nervosismo interferem diretamente na produção hormonal, podendo atrasar ou antecipar a menstruação. Além disso, os níveis elevados de tensão podem causar uma disfunção da hipófise, glândula endócrina responsável pela regulação hormonal.

3) Mães com filho bebê: mulheres que estejam amamentando podem ficar meses sem menstruar. A ação da ocitocina (hormônio responsável pela ejeção do leite materno) e da prolactina (principal hormônio responsável pela produção do leite materno) pode suprimir a menstruação. Vale lembrar que a mulher deve voltar a usar métodos anticoncepcionais.

4) Medicamentos: o uso de alguns medicamentos, como ansiolíticos, antidepressivos e antibióticos, também pode desregular o ciclo menstrual e causar atrasos na menstruação.

5) Problemas de saúde: distúrbios endócrinos, distúrbios alimentares (anorexia e bulimia), magreza excessiva ou obesidade e síndrome dos ovários policísticos podem alterar a menstruação. Esses problemas afetam a produção hormonal, por isso é importante consultar um profissional para identificar a doença e iniciar o tratamento.

- Ovários policísticos: mulheres diagnosticadas com a síndrome dos ovários policísticos (SOP )apresentam frequentemente menstruação irregular, por produzirem androgênios (hormônios masculinos) em excesso.

- Distúrbios endócrinos: mulheres que usam  medicamentos para tireoide podem sofrer pequenas alterações nos níveis sanguíneos dos hormônios tireoidianos, que podem provocar atrasos no ciclo menstrual.

6) Mudança repentina de peso: ganhar ou perder peso muito rápido provoca alteração hormonal no corpo da mulher, nos níveis de estrogênio. Essa alteração vai interferir na ovulação e na data da menstruação.

7) Pílula do dia seguinte: esse medicamento provoca o desequilíbrio hormonal e uma readaptação do organismo diante do hormônio ingerido no organismo. O atraso pode ser de uma semana.