Saúde

Três pilares para o sucesso: saiba como funciona a dieta Ravenna

Para apostar nesta estratégia de emagrecimento, o indivíduo deve fazer acompanhamento com nutricionista, psicólogo e educador físico

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Quer perder peso? Está sempre procurando sobre dietas na internet? Se sim, você precisa conhecer a dieta Ravenna, desenvolvida pelo psicanalista argentino Máximo Ravenna, que é baseada em três pilares: corte, medida e distância. Cortar o excesso alimentar e o número de refeições por dia, medir a quantidade da porção ingerida e a redução de medidas corporais, e ter distância da comida como uma forma de compensação, respectivamente. 

Para apostar nesta estratégia de emagrecimento, o indivíduo deve fazer acompanhamento com nutricionista, psicólogo e educador físico. É um trabalho conjunto. 

Em entrevista à revista M de Mulher, do grupo Abril, a endocrinologista e metabologista Christina de Oliveira explicou que essa dieta é dividida em duas fases: a de redução e a de manutenção. "No primeiro momento acontece a restrição de carboidratos e a consequente perda de peso, que pode levar mais ou menos tempo de acordo com o metabolismo de cada um. E o período de manutenção é para a vida toda, pois consiste na reintrodução de todos os alimentos, com acompanhamento nutricional e reeducação alimentar", explicou Christina. 


A dieta Ravenna inclui todos os grupos alimentares - carboidratos, gorduras, proteínas, vitaminas e sais minerais, exceto alimentos feitos com farinha e açúcares refinados (os carboidratos simples). O ideal é optar por carboidratos complexos, ricos em fibras, como grãos integrais, cereais, frutas e verduras. 

Na primeira fase da dieta, o indivíduo deve restringir os carboidratos. Já na segunda é preciso fazer a reintrodução de todos os alimentos com acompanhamento nutricional e reeducação alimentar.  A dieta é segue quatro refeições diárias, café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. 

A quantidade de calorias vai variar com a necessidade de cada paciente, porém, em média, é de 800 calorias por dia. O objetivo da baixa quantidade de calorias, na primeira fase, é estimular o funcionamento do metabolismo e a queima de gordura. Normalmente, é recomendado o uso de suplementos alimentares para compensar a restrição de calorias. 

O acompanhamento psicológico é importante para que o indivíduo entenda sua relação com a comida e elimine vínculos compulsivos. Os exercícios vão contribuir para redução de medidas e fortalecimento dos músculos.