Saúde

Tudo que você precisa saber sobre a TPM e dicas para amenizar os sintomas

O ginecologista e obstetra Rodrigo Ferrarese reúne as dúvidas mais comuns sobre o assunto

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Você com certeza já sofreu com os efeitos da TPM (Tensão Pré-Menstrual) ou conhece alguém que passa por maus bocados neste período. O ginecologista e obstetra Rodrigo Ferrarese reúne as dúvidas mais comuns sobre o assunto e ensinou como identificar se a TPM é leve, moderada ou se trata de um transtorno disfórico. Confira: 


1 – O que é a TPM?

Essa fase conhecida como TPM se mostra por um conjunto de sintomas físicos, emocionais e comportamentais que acontecem de maneira recorrente de uma a duas semanas antes do início da menstruação e melhora quando ela começa. Aproximadamente 80% das mulheres apresentam algum sintoma de TPM, com duração e intensidade variáveis.

2- Quais os sintomas da TPM?

Os sintomas da TPM vão além do emocional e provocam também queixas físicas. As mais frequentes são maior sensibilidade nas mamas; dor e inchaço nas pernas e, às vezes, no corpo todo. Ganho de peso, cansaço, distensão abdominal, acne, ansiedade, depressão, mudanças de humor, depreciação da auto imagem, alteração do apetite, e irritabilidade.

Tecnicamente, para podermos dizer que você “está de TPM”, basta que vivencie um sintoma que dure cinco dias antes de menstruar. Quando há até três sintomas, considera-se uma TPM leve. Quando há quatro sintomas, a TPM é moderada. Acima de cinco sintomas é necessária uma avaliação para verificar a chance de ser o transtorno disfórico.

3 – Quais os tratamentos para a TPM

O tratamento para combater a TPM é muito variado e pode incluir desde mudanças no estilo de vida, e terapias, até a realização de cirurgia para retirar ovários e encerrar problemas menstruais (nos casos mais graves).

Exercícios aeróbicos podem reduzir o número e a intensidade de sintomas. O controle do estresse, com sono adequado, e exercícios de meditação também conseguem melhorar sintomas da TPM.

4- A alimentação pode ajudar ou piorar a TPM? 

Sobre a alimentação, de maneira geral, aumentar a ingestão de proteínas e diminuir a de carboidratos traz benefícios para a mulher com TPM. É importante também tentar identificar se algum alimento em específico piora sua TPM, o que pode acontecer com cafeína, por exemplo.

A fitoterapia pode ser uma grande aliada para o alívio da TPM. Opte por vitex, gengibre e camomila. O óleo de prímula ainda não tem sua eficácia comprovada, mas algumas pacientes afirmam que ajuda bastante.