Saúde

Tudo que você precisa saber sobre os vários tipos de pneumonia e como se prevenir

A pneumonia é um processo infeccioso que ataca os pulmões, principais órgãos do sistema respiratório

Redação Dino

Você tem dúvidas ou curiosidades sobre a pneumonia? A pneumonia é um processo infeccioso que ataca os pulmões, principais órgãos do sistema respiratório, e que diferente do que muitas pessoas pensam não é contagiosa. Não se "pega" pneumonia.

Quem pode tem mais risco de ter pneumonia?


No chamado grupo de risco suscetível à doença, estão crianças até 5 anos de idade e idosos, principalmente aqueles que já apresentam algum quadro de comprometimento de saúde.

Existe só um tipo de pneumonia?

Não, são vários, veja alguns exemplos.

- Viral, causada por vírus.
Os mais conhecidos são o adenovírus, varicela-zóster, influenzas (diversos tipos) e vírus respiratório sincicial.

- Bacteriana.
Bactérias estão presentes em várias partes do corpo, como nariz, boca, garganta, pele e até sistema digestivo. Costuma baixar a imunidade.

- Química.
Diferente das demais, é causada por agentes químicos agressivos e não por bactérias, fungos ou vírus.

- Fungos.
O que há de pior na pneumonia por fungos é que, apesar de rara, ela é a mais agressiva dentre todas as outras. Causadas logicamente por fungos é comum acometer pessoas que possuem doenças crônicas e imunodeprimidas. É o caso de pacientes de Aids e de câncer.

Foto: reprodução
O que causa a pneumonia?

A entrada, o contato, do agente infeccioso com os pulmões ou vias de acesso. Esses agentes são vírus, bactérias ou fungos.

Como se sabe, infelizmente o ar que se respira está sempre carregado de impurezas e dentre elas bactérias, vírus, ácaros, poeira e fungos, dentre muitos outros. Normalmente, o corpo humano reúne condições naturais de defesa contra esses agentes infecciosos, mas nem sempre o sistema imunológico consegue debelar e inibir esses invasores.

Quais são os sintomas?


Febre alta, tosse, dificuldade de respiração, falta de ar, dor no peito, mal-estar, fraqueza, suores intensos, vômitos e náuseas.

Como é feito o tratamento?


Normalmente, o tratamento é feito à base de antibióticos e em poucos dias já se verifica melhora no quadro clínico do paciente. Todavia, a pneumonia deve ser levada muito a sério, sendo que em alguns casos mais graves a internação hospitalar se faz necessária, principalmente ao grupo de risco, como idosos e bebês.

É possível prevenir?


Hábitos, principalmente de higiene, devem ser observados para se evitar a pneumonia. Um deles é lavar frequentemente as mãos sempre que usar o banheiro, assoar o nariz, usar o transporte público, ou mesmo quando vier da rua.

Evitar o tabagismo também deve ser prioridade na prevenção à pneumonia. Além disso, outras medidas para se proteger é manter um ambiente limpo, higienizado e principalmente sem umidade.



A umidade alta é prejudicial à saúde?


Sim, muito, principalmente a sua decorrência que é a proliferação microrganismos como fungos, responsáveis pelo surgimento de bolor e mofo.

A melhor forma de se manter a umidade nos níveis ideais, ou seja entre 50% e 60% conforme recomendado pela OMS – Organização Mundial da Saúde - é o emprego de desumidificadores.