Saúde

Vantagens e desvantagens da dieta vegana para crianças

É preciso saber como repor os nutrientes

Agência O Globo

Está cada vez mais comum encontrar pessoas que optam pelo estilo de vida vegano, abrindo mão de consumir qualquer alimento ou produto de origem animal. Mas, e quando esses adultos têm filhos, será que a dieta vegana faz bem às crianças?

— Quando bem planejada, ela é considerada adequada para todos os estágios de vida. Entretanto, requer alguns cuidados, como suplementação de alguns nutriente e a ingestão adequada através de fontes alimentares essenciais para suprir as necessidades nutricionais das crianças — afirma Juliana Pandini, coordenadora do curso de Nutrição do Centro Universitário Celso Lisboa.

Alguns nutrientes são achados em maior quantidade nos alimentos de origem animal, como cálcio, ferro, zinco, ômega 3 e vitamina B12.

— É necessário uma quantidade de alimentos substitutivos enorme para suprir o que a alimentação sem restrição oferece. Mas, de uma forma geral, as refeições das crianças veganas serão mais planejadas e estruturadas, consequentemente mais saudáveis — pondera Gina Sgorlon, pediatra.

As proteínas são outro exemplo de substâncias fornecidas em maior parte por carnes animais.

— No caso de crianças veganas, o consumo pode se dar pela utilização de proteínas vegetais que de preferência contenham aminoácidos essenciais (como o triptofano, encontrado na banana) em sua composição — indica Juliana.

Outra questão que deve ser observada é a socialização da criança, já que uma dieta mais restritiva pode acabar afastando coleguinhas, por eles não comerem as mesmas coisas.

— O ideal é que a escolha da alimentação seja uma prática da família a fim de serem esclarecidos todos os porquês desta dieta e não de outra. Isso estimula a criança a se tornar um adulto consciente — finaliza Gina.

Onde encontrar cada nutriente

Cálcio

Tofu enriquecido com cálcio;

Folhas verde escuras, como brócolis e espinafre.

Ferro

Beterraba, feijões e vegetais verde escuros, como agrião, rúcula, espinafre, couve e brócolis.

Zinco

Leguminosas, como feijões, lentilha, grão-de-bico, ervilha; Frutos oleaginosos, como a amêndoa; sementes, como a de abóbora.

Vitamina b12

Alimentos que sejam enriquecidos em vitamina B12, como cereais matinais; produtos à base de soja, geralmente usados como ótimas alternativas ao leite.

Ômega 3

Farinha e óleo de linhaça são ótimos aliados, além de chia e nozes.