Saúde

Veja 4 razões pelas quais você 'sempre está com fome'

Alguns hábitos, muitas vezes despercebidos, podem fazem com que as pessoas comam mais do que o comum

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Em algumas situações, o aumento do apetite não está relacionado a problemas de saúde e, sim, alguns hábitos diários, que muitas vezes não prestamos atenção. Beber pouca água, dormir pouco, comer alimentos ricos em amido e tomar medicamentos em excesso podem provocar uma sensação de fome fora do comum. Confira a seguir 4 razões que podem te fazer comer demais:

1) Desidratação

A desidratação suave pode ser mascarada pela sensação de fome, segundo a Academia Americana de Nutrição e Dietética. Entenda a confusão: parte do cérebro,quando a pessoa está desidratada, os sinais ficam trocados e, em vez de beber um copo d´água, a pessoa devora um prato de feijão ou um saco de batata-frita.

2) Cansaço

Quando a pessoa dorme pouco, dois hormônios relacionados ao apetite começam a conspirar contra ela: grelina (que estimula o apetite) e leptina (que promove a sensação de saciedade). A falta da sono também faz com que a pessoa se sinta voraz, pois fica mais propensa à fadiga grave. O cérebro, desesperado por energia provoca ânsia de fome.

3) Excesso de amido
Comer um biscoito sempre dá vontade de comer outro. Isto acontece porque, carboidratos simples, aqueles cheios de amido, como biscoito e pães, liberam muito açúcar na corrente sanguínea de uma única vez, fazendo com que, pouco tempo depois, o corpo sinta mais e mais necessidade de açúcar, o que gera um círculo vicioso.

4) Estresse e Medicamentos 

  Alguns medicamentos, a exemplo de antidepressivos e corticoides usados nos tratamentos de alergias e alguns tipos de câncer são conhecidos por afetar o apetite. Já para quem está estressado, a tensão faz com o que o sistema aumente a produção de hormônios do estresse (adrenalina e cortisol).  Quando aumentados, esses  hormônios enganam o cérebro, que pensa estar sob ataque e pede energia.

*Com informações de O Globo