Saúde

Verão 2022: veja como tomar sol, garantir um belo bronzeado e ainda manter a saúde da pele

Foi dada a largada para temporada mais quente do ano! Saiba como aproveitar ao máximo dessa estação e manter a pele no grau

Victoria Dowling* (victoria.dowling@redebahia.com.br)

O verão chegou e todo mundo só pensa em três coisas: curtição, sol e mar. Apesar de toda a diversão que engloba a estação solar, não são poucos os cuidados para se ter com o corpo e a pele ao longo desses meses, especialmente, se você é do time que ama pegar um bronze.

Por incrível que pareça, atingir um belo bronzeado é mais fácil do que se imagina. Com cautela, constância e responsabilidade, ter a cor do verão e manter a saúde é o melhor das combinações. Com o intuito de te deixar a par da melhor forma para garantir a marquinha, o portal iBahia entrevistou as médicas dermatologistas Dra. Ângela Sampaio e Dra. Patrícia Gutierrez, e, destrinchou de vez os principais segredos para o bronze perfeito.

Não deixe a diversão de lado, aprenda como deixar a pele saudável - e bronzeada - em meio ao solzão do verão:

  • Qual o melhor horário para tomar sol?

Costuma ir à praia em pleno meio dia? Cuidado, esse horário está longe de ser o mais indicado. Segundo a Dra. Ângela Sampaio, o melhor momento para pegar um solzinho é no começo da manhã e no final da tarde:

"O melhor horário para tomar sol de maneira saudável é antes das 10h e após às 16h. Nesse horário, a incidência dos raios UVB é menor. Esses raios podem provocar queimaduras e facilitam a formação de câncer de pele", alertou a dermatologista. Mesmo dentro do período indicado pela especialista, lembre-se que o uso do protetor é indispensável o dia inteiro!

  • Qual tempo máximo que pode-se ficar exposto ao sol?

"Inicialmente, em média, deve-se tomar sol durante 30 minutos", contou Ângela, que defende o bronzeamento de forma gradativa, ou seja, de pouquinho em pouquinho. Com isso, ela recomendou aumentar o tempo em exposição direta ao sol com o passar dos dias, sem exceder o tempo de uma hora. Exemplo: no primeiro dia, fique 30 minutos pegando sol. Já no dia seguinte, 35 minutos. No próximo, mais 5 minutos e assim por diante - até completar os 60 minutos indicados. Após esse período, opte por ficar na sombra e mantenha o uso do filtro solar.

Sobre o uso do protetor, a Dra. Patrícia Gutierrez ressaltou a importância de reaplicá-lo ao longo do dia, preferencialmente de 2 em 2 horas. Inclusive, tal recomendação vale mesmo para aqueles que vão ficar embaixo do sombreiro.

  • Principais segredos para atingir o bronze perfeito de forma segura

A dica de ouro para alcançar o bronze perfeito é a exposição solar gradativa. Esqueça a ideia de passar o dia inteiro no sol, nada de ficar horas e horas torrando na espreguiçadeira! Pegar sol aos poucos, sempre com filtro solar, garante a 'corzinha' de forma mais duradoura e sem descamações. 

A hidratação do corpo deve começar de dentro para fora, então, beba muita água ao longo do verão - especialmente, ao se bronzear. Além disso, uma alimentação balanceada faz toda a diferença nos resultados da pele. Invista na sua saúde, um corpo bem cuidado já é meio caminho andado para uma pele maravilhosa!

Consultar um dermatologista para saber qual protetor e quais produtos são viáveis ou não para seu tipo de pele, também deve entrar na lista dos principais segredos para garantir o bronzeado. "Sempre é indicado a ida ao dermatologista, para que ele prescreva um protetor solar compatível com o estado de saúde da pele e o desejo do paciente", afirmou Ângela, que também revelou uma saída para proteger e manter a 'corzinha' na pele, conforme as demandas específicas de cada tipo de derme: "Atualmente, a manipulação de fórmulas permite colocar em um só produto o hidratante junto com o protetor solar, o que facilita a manutenção do aspecto da pele, de forma personalizada".

  • Quais são os produtos indispensáveis para que a pele permaneça saudável ao longo da estação solar?

O seu melhor amigo durante o verão deve ser o protetor solar! Então, não tire o filtro da bolsa por nada nesse mundo e fique atento ao fator solar ideal para sua pele. 

Outro produtinho massa para a estação é a vitamina C, altamente recomendado por Patrícia Gutierrez. "A substância da vitamina C é um importante antioxidante que ajuda a combater os radicais livres que são estimulados ao serem produzidos pela radiação solar e que é responsável pelo aparecimento ou piora das manchas na pele como o melasma, além de prevenir o envelhecimento cutâneo", indicou a médica.

A limpeza da pele segue sendo um passo essencial em toda rotina de skincare no verão, com isso, invista em um sabonete adequado para o seu tipo de pele.

  • Tons diferentes de pele pedem diferentes cuidados? 

Passar protetor solar, limitar o tempo no sol e manter a pele hidratada são prioridades no verão, independentemente do tom de pele. Porém, de acordo com a dermatologista Ângela, os riscos são maiores para aqueles com peles mais claras: "Pessoas de tons mais claros terão mais facilmente queimaduras - se expostas ao sol fora dos horários indicados - e em maior tempo". Além das queimaduras, vale lembrar que doenças como câncer de pele e melasmas, podem ser ocasionadas devido à grande exposição solar ao longo da vida. 

Já para as pessoas de peles negras, a profissional ressaltou diferenças específicss quando o assunto é câncer de pele. "A pele negra é mais resiste à formação do câncer melanoma, que é o câncer de pele mais agressivo existente, sendo, dentre os tipos de câncer em geral, um dos mais comuns", disse a Dra. Sampaio. 

Entretanto, a ação solar tem influência na saúde das pessoas em todas as tonalidades de pele. Isso porque a exposição solar abusiva provoca alterações na bioquímica do sangue. Por sua vez, ela traz consequências como o envelhecimento celular e a formação de radicais livres no sangue - que ao se acumularem, podem favorecer o aparecimento de várias doenças. A partir disso, entende-se que os cuidados com a derme no sol são imprescindíveis e independem de sua coloração.

Quanto ao fator solar ideal para cada tom de pele, a Dra. Gutierrez abriu o jogo sobre as indicações de FPS tanto para peles claras quanto para peles mais escuras:

"Uma pele clara requer o uso de protetor solar com FPS acima de 50 pelo menos diariamente além de ser reaplicado a cada 2-3 horas, enquanto quem tem a pele negra (por ter mais melanina, o que confere uma maior proteção) poder fazer uso de um filtro solar com um FPS um pouco menor (a partir de 30)", recomendou a dermato. 

  • E o bronzeamento à lá Anitta com fitas isolantes? Tá permitido?

Segundo a médica, o principal risco do uso de fitas isolantes para o bronzeamento está na reação da pele ao entrar em contato com esse material. "Além de problemas circulatórios, que acontecem com fitas isolantes apertadas, a dermatite de contato é o risco mais comum. Sendo um tipo de sensibilização, alergia, do contato desse material com a pele, a dermatite leva incômodos, pruridos, feridas e pode até deixar marcas", revelou Ângela. Dessa forma, não é recomendado o uso de fitas isolantes para garantir a marquinha.

*Sob supervisão da repórter Mayra Lopes