Saúde

Verão: Precisamos do sol de 10h às 15h, defende pesquisador

O especialista explica que esse é o único horário em que há a síntese da vitamina D no organismo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

efit

É Fit! Estilo de vida Sol, praia, feriado, verão. Usar ou não usar o protetor solar? A comunidade científica se divide ao mesmo tempo que concorda em um ponto: a Vitamina D é imprescindível para a saúde. Estudos nacionais e internacionais já confirmaram que 60% da população brasileira é carente de vitamina D. De acordo com o especialista em Vitamina D, o endocrinologista e pesquisador norte-americano Michael Holick, o ideal é ficar sob exposição ao sol entre 10 e 15h. Isso mesmo que você leu. Muita informação? Mas não para por aqui.


Apesar de ouvirmos que o ideal é antes das 10h e após às 16h, o especialista vem e explica que esse é o único horário em que há a síntese da vitamina no organismo. Mas vamos por partes. A exposição ao sol deve ser controlada e o rosto (somente o rosto) protegido com o filtro solar. Fatores como estação do ano e a região da cidade no globo podem interferir, mas no geral  quanto mais escura a pele, mais tempo de exposição.

Para as pessoas mais brancas, cabelos e olhos claros, o tempo sob o raios solares deve ser no máximo de 20 minutos. Há quem defenda, a exemplo do médico cardiologista Lair Ribeiro, que os negros devem ficar ao menos 1h30 sob o sol, isso porque a melanina é muito resistente a penetração dos raios e por isso o tempo maior de exposição.


O fato é que é exatamente neste horário que os dermatologistas condenam a exposição ao sol por ser essa a faixa em que pode se desenvolver o câncer de pele, em especial em pessoas mais claras e que já tenham histórico da doença na família. Então no caso de você não poder se expor de forma nenhuma, o problema deverá ser resolvido com suplementação, receitada por dermatologistas, uma vez que a ingestão por meio dos alimentos é ineficiente.


Doenças causadas pela falta de Vitamina D


A carência da vitamina pode causar diversos problemas de saúde como câncer, hipertensão, derrames, lupus, esclerose. problemas psiquiátricos, diabetes e ainda outras doenças auto-imunes ou seja, aquelas em que os tecidos saudáveis são destruídos pelo próprio sistema de proteção do corpo. Mulheres que têm carência de vitamina D podem dar a luz a crianças autistas e no geral as pessoas, homens e mulheres, podem desenvolver sérios problemas neurológicos, como a depressão e a bipolaridade.