Saúde

Verão refrescante: conheça receitas de drinks fit com e sem álcool

De acordo com a nutricionista Tamara Ferreira, mesmo quem está fazendo dieta pode consumir com moderação alguns drinks, sem comprometer a rotina de vida saudável

Revista ABM
- Atualizada em

Embora estejamos em um momento atípico em virtude da pandemia da Covid, as festas de final de ano e a chegada do verão são épocas de maior interação e encontros entre as pessoas, com férias, praia e viagens.

E junto com esses momentos também aumenta o consumo, não apenas de comida e aperitivos, mas de drinks. E os planos alimentares voltados para o emagrecimento restringem o consumo de bebidas alcoólicas, uma vez que a maioria dos drinks são considerados muito calóricos.

Mas de acordo com a nutricionista e terapeuta Tamara Ferreira, mesmo quem está fazendo dieta pode consumir com moderação alguns drinks, sem comprometer o emagrecimento ou a rotina de vida saudável. “A sugestão é incluir frutas, ervas e especiarias que facilitam a digestão e contribuem para reduzir a retenção de liquido e evitar inchaço e a distensão abdominal”, orienta.

Porém, a nutricionista alerta que, mesmo colocando esses ingredientes no drink, não se deve exagerar no consumo.  “Alguns alimentos podem contribuir, mesmo que que seja de forma pontual, para a redução dos danos provocados pelas bebidas alcóolicas no organismo, mas apenas quando os drinks são consumidos de forma leve e moderada”.

Foto: revista ABM

Dicas no drink

O bartender André Luis Souza, da Vips Geral e Eventos, experiente na criação e preparo de drinks, inclusive os fits, orienta que para substituir o álcool na bebida o indicado é água com gás, tônica ou citrus, mas nunca refrigerante. “Devido ao excesso de calorias e xarope”, alerta.

Ele dá outras dicas:

• Nunca misture tamarindo com outra fruta, pois ele tem acidez e aroma muito acentuados. “Além disso, o tamarindo deve ser cozido antes de colocado no drink, pois só assim se consegue a polpa da fruta, que é o ingrediente que precisa ir na bebida”, orienta bartender;

• Assim como o tamarindo, o caju também não deve ser misturado com outra fruta, apenas com limão. “Que acentua o sabor do caju, e a combinação fica ótima”;

• Se gosta de umbu, saiba que se a fruta não estiver madura também deve ser cozida antes. Do contrário, não precisa. “A fruta madura basta macerar, como se faz com o morango e o kiwi”, ensina o bartender;

• E aproveite no drink as frutas tropicais da estação, como caju, seriguela e acerola

Receitas de drinks, com e sem álcool

4 receitas sugeridas pelo bartender André Luis Souza, com o aval e os comentários da nutricionista Tamara Ferreira:  

Gin tonica

50 ml de gim

20 ml de sumo de limão

½ colher de chá de hibisco

2 porções pequena de canela em pau

Completar a taça com água tônica e 2 rodelas de limão

Comentário da nutricionista: “O hibisco é diurético, e a canela favorece a digestão”.

Roska de tamarindo

50 ml de vodka

2 colheres de sopa de polpa de tamarindo

2 colheres de sopa de açúcar

Gelo em escamas até a medida do copo

Comentário da nutricionista: “O tamarindo contribui para regularizar o ritmo intestinal, mas evite colocar muito açúcar, que contribui para formação excessiva de gases e  distensão abdominal, além de favorecer o ganho de peso”.

Triple flash Ice

1 colher de sopa de maracujá

20 ml de sumo de limão

6 folhas de hortelã miúdo

50 ml água com gás ou citrus

2 colheres de sopa de açúcar mascavo

Comentário da nutricionista: “O limão e a hortelã contribuem para favorecer a digestão”.

Caipirinha de abacaxi com gengibre

2 porções pequena de abacaxi em cubos

3 pedaços pequeno de gengibre macerados

50 ml de cachaça

Completar com gelo em escamas

Sem adição de açúcar

Comentário da nutricionista: “O abacaxi e o gengibre facilitam a digestão e, no caso do abacaxi, o ideal é usar o miolo da fruta, onde fica a enzima bromelina, que contribui para a digestão de alimentos ricos em proteína como carne, peixe, frango, peru e chester”.

Antes de consumir bebida alcoólica, lembre-se:

• Alterne o consumo com água. Para cada dose de bebida destilada, beba um copo de 200 ml de água. “No caso da cerveja, para cada copo, beba 150 ml de água”, orienta a nutricionista.

• O consumo de bebida alcoólica deve ser feito com moderação

• O consumo excessivo de álcool contribui para ganho de peso, aumento de gordura abdominal, celulite, gordura no fígado (esteatose hepática) e inchaço, dentre outras patologias e desordens orgânicas