Saúde

Você sente mais dores no frio? Entenda o porquê

Fisioterapeuta esclarece a relação entre a mudança de temperatura e as lesões musculares

Agência O Globo
A temperatura cai e a procura à fisioterapia aumenta. Mas o que faz tanta gente iniciar o tratamento nesse período? De acordo com o fisioterapeuta Sandro Raad, é durante os dias frios que as pessoas tendem a se lesionar porque os vasos sanguíneos ficam mais finos, fazendo o fluxo sanguíneo diminuir. Assim, a musculatura se contrai para regular a temperatura e circulação de sangue nos órgãos. 
O desconforto pode ser ainda maior para os recém-operados. Sandro explica que, com a mudança do clima, as terminações nervosas ficam mais sensíveis: — O frio estimula a reação dos neurônios, diminuindo o fluxo sanguíneo para certas regiões do corpo. Com menos sangue nas extremidades, a sensibilidade aumenta, fazendo os sintomas de qualquer pancada se intensificarem. No caso das cirurgias, as cicatrizes ficam mais retraídas causando mais dor — comenta o fisioterapeuta.
Para o especialista, o cuidado ao fazer atividades físicas durante o inverno deve ser redobrado. Segundo ele, exercícios aeróbicos, por exemplo, estimulam a circulação sanguínea, liberam endorfina, aumentam o oxigênio no corpo e a temperatura corporal, promovendo sensação de prazer e alterando a percepção de dor: 
— Os terminais nervosos ficam mais sensíveis e tornam qualquer dor mais intensa. No frio, a musculatura tende a ficar rígida naturalmente, o que significa que estamos mais sujeitos a lesões. Para diminuir esse risco, aquecer os músculos antes de qualquer atividade física é fundamental, mesmo que o exercício não seja tão intenso — explica. 
Além disso, é necessário manter o corpo aquecido com agasalhos e banhos na temperatura adequada. O especialista também explica que alguns pontos são mais importantes para serem cobertos do que outros, por serem estratégicos para regular a temperatura: 
— Existem inúmeros receptores pelo corpo com terminações nervosas que podem detectar fatores como pressão e temperatura. Esses pontos detectam as mudanças na pressão do ar que, em algumas pessoas, podem gerar respostas como dores. Mãos, pés e orelhas são extremidades e contém muitos vasos. Com a queda de temperatura, os vasos dessas zonas periféricas se contraem, diminuindo o fluxo sanguíneo, sobrecarregando a musculatura e ativando os nervos dolorosos. O banho também pode ser aliado, já que a água morna aumenta os vasos sanguíneos e, consequentemente, a circulação, que distribui mais oxigênio para todo o corpo.