Se essa rua fosse minha

Itaparica de João Ubaldo Ribeiro: linda, barata e afrodisíaca

Prepare só a mochila, porque o bolso não precisa

Ive Deonísio e Luriana Moraes* (falecomseessarua@gmail.com)
- Atualizada em

Logo de cara você é fisgado que nem peixe no anzol pelas casinhas de Itaparica. Tombado pelo IPHAN, o conjunto arquitetônico do lugar nos leva direto para um passeio pela casa de vó, naquela época em que toda tarde ela estava sentada na calçada pra curiar a vida dos outros. Quem nunca, né?

Quem resiste ao charme dessas casinhas?
Andando ali pelo centro, logo você encontra seu Joel, que há 35 anos vende um acarajé delícia. Quando perguntamos se ele era de Itaparica, sua resposta foi tão gostosa quanto seu bolinho de feijão: “sou filho da Ilha, minha filha”.  
Seu Joel lindo e pronto pra começar mais um dia de trabalho
Mas peraí, alguém disse afrodisíaca lá no começo? Aham, a gente mesmo! Itaparica é uma região riquíssima em todo tipo de marisco. Tem carangondé, sururu de pedra e peguari pra todo lado. O próprio João Ubaldo dizia que “não existe melhor lugar para namorar do que a Ilha”. O marisqueiro Marcelo, que vende o sururu por R$ 30 o quilo, garante: “dá fogo”. Gente, chame o crush. Conquistar aquele boy ou mina tá muito mais fácil do que a gente imaginava ;)
O marisqueiro e a garantia do "fogo do sururu"
A Itaparica histórica também vai fazer você se perder pelas ruelas de lá. Você tá passeando e de repente dá de cara com um forte que está ali desde 1711, data de sua reconstrução. O Forte de São Lourenço é lindo, cheio de histórias como a gente gosta e reserva esse banho de mar que lava até a alma.
 
O Forte São Lourenço e o melhor banho da vida
50 tons de azul no mar de Itaparica
O que temos agora pra você vai te fazer correr pro Ferry mais próximo. Com exceção de vocês jovens (juventude, saudades!) quem aí nunca quis se sentir uns anos mais novo? Pois a gente encontrou a fonte da juventude na ilha. Não, não estamos variando do juízo, fique tranquilo. A Fonte da Bica, como a própria gosta de se exibir, “faz véia virar menina” desde 1842. Alguém mais por aí ficou com vontade de tomar 1L?
O jeito é sair de lá com garrafas PET cheias, né não?
A excelentíssima moqueca de ostra do Siribóia
Esse negócio de passear dá uma fome, né? A parte da comida, que é quase sempre a melhor de qualquer passeio, no caso de Itaparica, fica sensacional. Isso porque você pode refazer gastronomicamente os passos de João Ubaldo ali mesmo no Largo da Quitanda. Comece tomando uma no Bar do Espanha, amigo de longa data que inclusive faz parte de seus livros. Era lá que João misturava com os dedos o gelo do seu Old Eight. Depois, uma esticada de 2 passos até o Siribóia vai te fazer experimentar uma moqueca de ostra de comer rezando. Sem leite de coco, como João gostava. De sobremesa, mais 5 passos e um sorvetinho na How Nice. Se quiser se guiar pelo paladar do escritor, escolha os de carambola e ameixa, seus preferidos.
 
"Me vê um pedaço de paraíso nos sabores de ameixa e carambola?"
Para abrir os trabalhos do dia, uma gelada no Bar do Espanha
E quando chegar a hora de se despedir de lá, não fique triste. Lembre-se que a ilha é uma grande mãe de todos os seus filhos, até mesmo os “emprestados” como nós. E como toda boa mãe, ela está sempre de braços abertos, prontinha pra nos receber de volta. Até breve, Itaparica querida.

Que a vida seja uma eterna brincadeira de careta em Itaparica <3

SERVIÇOS
Restaurante Siri Bóia
Local: Largo da Quitanda
Telefone: 3631 3902
Horário de funcionamento: todos os dias, das 10 às 21h
Preço da moqueca de ostra: R$ 45 para 2 pessoas

Acarajé do Joel
Local: Ao lado do Mercado de Itaparica

Bar do Espanha

Local: Largo da Quitanda

Sorveteria How Nice
Local: Largo da Quitanda


*O projeto "Se Essa Rua Fosse Minha" visita diversos bairros soteropolitanos, carinhosamente chamados de ruas, numa das muitas licenças poéticas que você vai encontrar nos textos. Ali, as publicitárias Luri Moraes e Ive Deonísio se encantam com as pessoas, conversam animadamente com os moradores e se deixam levar por esse mar de amor que emana das ruas de Salvador.

Instagram @seessarua_fosseminha