Shopping

Saiba o que falta no seu armário antes de aproveitar a Black Friday; consultora dá dicas

Antes de aproveitar uma promoção incrível de alguma peça, é preciso saber se faz sentido comprá-la

Cláudia Callado (claudia.callado@redebahia.com.br)

Quando nos deparamos com promoções ou preços amigáveis, o primeiro impulso é aproveitar. Isso pode significar fazer ótimos negócios, mas também fazer compras sem sentido. Em um período em que o consumidor é bombardeado por todos os lados com informações de promoções, como acontece na Black Friday, vale pensar se o que deseja é o que realmente é preciso.  

Os itens de moda também entram na promoção neste período e a tentação de encher o guarda-roupa de novas peças aumenta. Mas, calma. Antes de ir às compras, lembre-se que essa não é sua última oportunidade de ter novos looks.  

“A compra na Black Friday ou em qualquer promoção está atrelada a ansiedade do consumidor de querer aproveitar o desconto como se não houvesse mais nenhuma oportunidade para comprar aquele produto. Por isso, é importante que as pessoas entendam exatamente o que elas querem e precisam antes de comprar”, pondera a consultora de estilo Larissa Lima.  

Ou seja, o caminho indicado é: saiba o que você precisa e, caso surja uma promoção, você comprará a peça que falta no seu armário, não mais do mesmo.  

“O que acontece é que a maioria das pessoas não sabem reconhecer qual é a peça que está faltando no armário. Então eu sempre falo para minhas clientes que a compra começa quando você está ali observando seu armário e você consegue identificar quais são os fatores que tão faltando ali. Eu falo para elas que é muito importante que anote tudo, porque a gente esquece. Sugiro que faça uma lista de peças que necessita, peças que viu e gostou, porque quando você faz a lista, você já sabe o que precisa e você corre menos risco de comprar algo que não precisa”, indica a consultora. 

Coloque em prática 

Quem nunca falou a clássica frase: “não tenho roupa”? A ironia é que, por muitas vezes, essa frase é dita por quem tem um armário repleto de opções. E não, isso não é uma boa coisa. Segundo Larissa, ter um armário completo definitivamente não tem a ver com ter um guarda-roupa cheio de coisa.  

“Quanto mais coisa tem no seu armário, mais difícil fica a visualização, tanto no dia a dia para você escolher, quanto na hora de comprar. Quando você tem muita coisa, você não consegue entender o que falta ali e até na hora de aproveitar as promoções”, explica.  

Se essa é uma realidade na sua vida, passar por uma consultoria de estilo pode te ajudar a se entender com seu armário. Para colocar em prática, a profissional dá algumas dicas essenciais para as clientes. 

Uma delas é fazer uma limpa no armário a cada três meses. Parece dolorido, não é? Mas Larissa garante, funciona. “Pode parecer difícil no começo, mas depois vira um hábito e fica mais fácil. E porque a cada três meses? Porque é mais ou menos o período que as estações mudam, os climas mudam, e esse tempo é um período longo suficiente para você reconhecer que não usou uma peça”, argumenta. 

O objetivo, no final, não é só gastar menos dinheiro em uma peça. É também adquirir itens que façam sentido, tanto para você, quanto para seu armário. “Um armário funcional tem peças que conversam entre si, que traduzem muito bem a personalidade da pessoa e que conversam com a rotina daquela pessoa”, destaca Larissa. Pense nisso e boas compras!