Sustentabilidade

Inovação sustentável é destaque na Casa Cor

O objetivo da Casa Aqua é levar o público à reflexão sobre o que é de fato necessário consumir para se viver bem e as consequências disso para a natureza e o meio ambiente Fotos: Divulgação Um espaço sustentável e que respeita o meio ambiente, além de provar que é possível viver e conviver com a natureza. Assim é a Casa Aqua, projeto que está presente na Casa Cor São Paulo, realizada nos dias 17 de maio a 10 de julho, no Jockey Club de São Paulo. O projeto foi idealizado pela Inovatech Engenharia e conta com belo espaço paisagístico, elaborado pela arquiteta e paisagista Daniela Sedo. O objetivo da Casa Aqua é levar o público à reflexão sobre o que é de fato necessário consumir para se viver bem e as consequências disso para a natureza e o meio […]

Redação iBahia
18/05/2016 às 14h00

3 min de leitura

casacor-destaqueecod.jpg
O objetivo da Casa Aqua é levar o público à reflexão sobre o que é de fato necessário consumir para se viver bem e as consequências disso para a natureza e o meio ambiente
Fotos: Divulgação

Um espaço sustentável e que respeita o meio ambiente, além de provar que é possível viver e conviver com a natureza. Assim é a Casa Aqua, projeto que está presente na Casa Cor São Paulo, realizada nos dias 17 de maio a 10 de julho, no Jockey Club de São Paulo. O projeto foi idealizado pela Inovatech Engenharia e conta com belo espaço paisagístico, elaborado pela arquiteta e paisagista Daniela Sedo.

O objetivo da Casa Aqua é levar o público à reflexão sobre o que é de fato necessário consumir para se viver bem e as consequências disso para a natureza e o meio ambiente. A fachada tem ventilação natural, energia gerada por painéis fotovoltaicos e turbina eólica, sistema de reaproveitamento de água de chuva, uso de equipamentos e metais sanitários com baixo consumo de água e uso de revestimentos com conteúdo reciclado.

O paisagismo elaborado por Daniela Sedo, contará com espécies tropicais, com ênfase em plantas nativas do produtor Tropical Plantas. Serão utilizadas 23 palmeiras nativas de grande porte de 6 espécies diferentes. A fachada norte será protegida da insolação por palmeiras Carandá, as quais irão sombrear a parede do quarto. A sua função é reduzir a temperatura interna do quarto e da parede que estará localizada a cabeceira da cama.

casacor2-ecod.jpg

No Deck de área externa haverá um guarda corpo de painel vegetal diferente do comum, como se estivesse abraçando o deck, e móveis exclusivos desenhados pelo designer Paulo Alves.As lajes também provam o quanto o paisagismo pode ser funcional, pois serão forradas de vegetação com o objetivo de diminuir a temperatura interior. Além disso, o jardim terá irrigação automática inteligente com sensor de umidade do solo e chuva, controlados por uma estação meteorológica da Regatec.

A utilização de espécies adequadas para insolação, faz com que a vegetação se desenvolva naturalmente, sem precisar de um excesso de água para sanar problemas de desidratação da planta. Aliado à irrigação inteligente, tudo isso reduz o consumo/uso de água.

A durabilidade e a facilidade de manutenção do jardim é de no mínimo cinco anos, variando de acordo com a espécie que pode viver até mesmo 40 anos. Além disso, o projeto alia conforto e saúde ao ambiente, uma vez que torna o local mais úmido, além das folhas miúdas realizarem a filtragem de partículas em suspensão no ar.

EcoDesenvolvimento.org – Tudo Sobre Sustentabilidade em um só Lugar.