Opinião

Paulo Gustavo lota TCA e promete retorno com peça

Humorista encerrou espetáculo 'Online' contando ao público que retornaria a cidade com 'Minha Mãe é Uma Peça'

Redação iBahia
17/04/2017 às 10h15

3 min de leitura

Se você assistiu ‘220 Volts’, ‘Hiperativo’ e ‘Minha Mãe é Uma Peça’, pode ter certeza que ‘Online’ não tem traços que a relacione com os espetáculos citados. No sábado (15) e domingo (16), o ator Paulo Gustavo esteve em Salvador para apresentar sua nova peça no Teatro Castro Alves. ‘Online’ fala sobre a dependência diária que temos do celular e o quanto o mundo virtual exerce influência em nossa rotina. Pode até parece "puxão de orelha" que recebemos, mas, na verdade,  o artista aborda o tema de forma bem humorada e leve, fazendo com que o público se identifique com as situações apresentadas.

"Estamos conectados", o humorista e elenco iniciam o espetáculo cantando e dançando, já deixando o público animado antes mesmo dos esquetes começarem. Para prestigiar a cidade em que estava, o artista utilizou a Barra, Campo Grande e praias próximas como nomes de bairros de referências citados ao longo da apresentação, o que já gera uma intimidade maior. Em uma das cenas iniciais, Paulo é assaltado e é entrevistado por uma repórter que o conhece como famoso: "E cidadão", ele corrige após ser entrevistado. Quem está presente,através de áudios, foi a mãe do ator, Déa Lúcia, que faz ligações para o filho no meio do espetáculo. 

Após o assalto Paulo vai registrar um Boletim de Ocorrência (o famosos B.O.) e no meio da conversa com o delegado comenta sobre o quão dependente é do celular. Ele lembra do que há no mundo digital, mas não lembra qual é a numeração do RG, como por exemplo. Em idas ao médico, encontro com a amigos, compras na farmácia e até na consulta com a analista, Paulo deixa claro que sua "vida" está dentro daquele pequeno aparelho que nos prende diariamente. 

‘Online’ não possui uma cronologia, não é uma peça que você irá assistir uma história, ver os fatos acontecendo de forma linear e compreender os sentidos dela. O espetáculo – como citado acima -, é feito através  de esquetes, o que ajudou a prender o público o que foi assistir nessas três sessões que o espetáculo esteve em cartaz. O humorista pode mostrar que suas tramas se renovam e que cada trabalho que apresenta não tem vestígio do outro. 

Embora tenha comentado que o espetáculo não seja um "puxão de orelha", ‘Online’ de fato apresenta uma reflexão que por mais que estejamos rindo na hora, quando as cortinas se fecham você passa a analisar que é dependente do mundo virtual (agora falei sério, ein?). E para quem não pôde dar uma passadinha no TCA no fim de semana, sem problemas, o ator prometeu ao público soteropolitano que vai voltar com ‘Minha Mãe é Uma Peça’! Isso mesmo, se prepara que Dona Hermínia está voltando para nossa cidade!

*Sob supervisão e orientação da repórter Naiá Braga.