Viver Cabula

Hospital Roberto Santos, no Cabula, investe na música para tratamento mais humanizado

Inicialmente, o projeto será realizado uma vez por semana, durante o horário de visitas

Especial de Conteúdo


Oferecimento
Os pacientes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral Roberto Santos, no Cabula, passaram a ter um componente a mais no tratamento desde o fim de setembro deste ano. Com o intuito de dar um tratamento mais humanizado aos pacientes, o hospital lançou no último dia 26 o projeto ‘Música Cantada’, que levam música para pacientes internados.
Foto: Divulgação
Inicialmente, o projeto será realizado uma vez por semana, durante o horário de visitas, para que os familiares também participem. De acordo com o diretor-médico do HGRS, André Durães, já existem alguns estudos científicos que comprovam que a música aumenta a sensação de bem-estar do paciente. “Buscando a humanização e o melhor conforto para pacientes que estão em Unidade de Terapia Intensiva, que são geralmente mais graves, nós identificamos junto com alguns profissionais que a música proporciona ao paciente uma resposta melhor ao tratamento”, disse.

Uma das organizadoras do projeto, a psicóloga Nicolle Melo esclarece que a proposta é aberta a todos os profissionais de saúde do hospital, que podem se voluntariar para participar da iniciativa. “A ideia é levar música para todas as unidades do hospital, como as UTIs, enfermarias e emergência. Hoje o projeto conta com duas psicólogas e cinco assistentes sociais. A proposta é que toda a equipe, incluindo médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, possa aderir ao nosso projeto. A música é o nosso grande recurso terapêutico”, esclarece.