Viver Lauro de Freitas

Diversidade religiosa faz parte da realidade de Lauro de Freitas

Em Lauro, existem mais de 400 terreiros registrados

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
A Bahia é conhecida pelo sincretismo religioso, por ser a terra de "todos os santos", que une cristianismo e candomblé, sem falar em outras religiões como espiritismo. Essa diversidade é vista não só na capital Salvador, mas em cidades da Região Metropolitana, como Lauro de Freitas.

Foto: Divulgação / Prefeitura de Lauro de Freitas
A cidade, inclusive, era chama de Freguesia de Santo Amaro do Ipitanga por conta da igreja matriz com o mesmo nome. O templo, erguido no século XVI pelos jesuítas, fica na Praça João Tiago dos Santos, no centro de Lauro. O edifício, de elevador valor monumental, é tombado pelo IPHAN desde 1944.

A Igreja Batista da Família de Lauro de Freitas é outro templo na região, com reuniões aos domingos (às 09h e às 18h30), nas terças (às 19h30, quinzenalmente) e nas quartas (às 19h30). A igreja fica na Rua Úrsula P.R da Fonte, em Pitangueiras.

No espiritismo, o Centro Espírita Semeadores do Amor realiza trabalhos com famílias que vão desde a assistências odontológicas, evangelização infanto-juvenil, cursos de artesanato, doação de cestas básicas e remédios, até grupos de estudos, reuniões doutrinárias e mediúnicas.

O centro, localizado na Rua Praia de Tramandaí, na Quadra E-01, em Vilas, atende nas segundas, terças, quartas e sábados.

Terreiros
Em Lauro, existem mais de 400 terreiros registrados, o que comprova a força da religião de matriz africana na cidade.  “Podemos identificar o Candomblé como a verdadeira religião brasileira. Preservamos nossa história, nossos ancestrais e principalmente a ligação com a natureza", destacou Mãe Lúcia, neta de Mãe Mirinha de Portão, do Terreiro São Jorge Filho da Gomeia, um dos tantos terreiros na região.