Xô Mosquito

Não confunda: saiba quais são as diferenças da dengue, zika e chikungunya para covid-19

As quatro doenças estão presentes na realidade baiana atualmente e o primeiro passo é fazer o diagnóstico correto

Especial de Conteúdo
- Atualizada em

Oferecimento
A Bahia segue no combate ao novo coronavírus, causador da covid-19, mas é necessário chamar atenção para as arboviroses dengue, zika e Chikungunya, doenças que costumam aparecer quando há grande volumes de chuvas. As quatro doenças estão presentes na realidade baiana atualmente e o primeiro passo é fazer o diagnóstico correto.

O medo da covid-19 pode fazer com que a população confunda os sintomas e não faça o tratamento correto para a doença específica. A pessoa infectada pelo coronavírus tem como principais sintomas questões respiratórias, semelhantes a um resfriado. Podem, no entanto, causar também infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais sintomas são febre, tosse e dificuldade para respirar.

O recomendado pela Secretaria de Saúde da Bahia é procurar um atendimento médico caso esteja com febre a partir de 37,8ºC e dificuldade para respirar. No entanto, antes de sair de casa, o indivíduo pode recorrer ao serviço gratuito do Telecoronavírus ligando para 155 pra falar com profissionais de saúde e baixar o aplicativo Monitora Covid-19. Disponível para Android e iOS.

Já a dengue, zika e Chikungunya – transmitidas pelo Aedes aegypti, mais conhecido como mosquito da dengue, ou o Aedes albopictus –, não estão relacionadas com questões respiratórias. 

No caso da dengue, os principais sintomas são febre alta, dor no corpo e atrás dos olhos, fraqueza e vômitos. A febre e dor no corpo podem causar confusão com a covid-19, mas não existe sintomas de tosse e dificuldade para respirar.

A Chikungunya apresenta também febre alta, mas normalmente acompanhada por dores musculares e nas articulações, como pés, mãos, cotovelos e pulsos, além de dor de cabeça.

Por fim, a zika tem como principal sintoma a erupção na pele com coceiras, febre baixa (ou ausência de febre), olhos vermelhos sem secreção ou coceira, dor nas articulações, dor nos músculos e dor de cabeça.

Os sintomas das três arboviroses costumam durar em média sete dias, podendo se alongar a 10. Já o coronavírus, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), tem um tempo de incubação de 1 a 14 dias, geralmente ficando em torno de cinco dias.