MMA

Publicada em 17/09/2013 às 17h51. Atualizada em 17/09/2013 às 22h33

Em todas as categorias, quem são os atuais campeões do UFC


Abaixo, os nove campeões do Ultimate que são caçados por mais de 350 lutadores dentro da organização


Redação iBahia
(esportes@portalibahia.com.br)
publicidade

O UFC conta hoje com nove categorias. Ou seja, nove campeões. Com mais de 350 atletas contratados pelo Ultimate, eles são os donos do objeto de desejo de todos: o cinturão. Por isso, esses nove guerreiros são alvos enquanto ocuparem o topo e precisam o tempo inteiro provar que são melhores que os seus rivais. No peso mosca, em que os lutadores duelam com até 57 quilos, o campeão é o americano Demetrius Johnson, que antes lutava entre os galos.

Demetrius Johnson saiu do peso-galo para ser campeão entre os moscas do Ultimate

Com a criação da categoria inferior, ele baixou de peso e é o detentor do cinturão desde setembro de 2012, quando venceu Joseph Benavidez por decisão dividida. Johnson tem 27 anos e sua especialidade é o wrestling, a luta de chão. Em julho defendeu o cinturão contra John Moraga e venceu finalizando o adversário com uma chave de braço.

Leia mais
Royce sobre nova geração Gracie: "esqueceram nossa história"
"Superlutas são uma idiotice", opina Anderson Silva

Os lutadores do peso galo do UFC tem o limite de até 61,2 quilos. Esta categoria conta hoje com dois campeões. Um oficial e o outro interino. O americano Dominick Cruz era o campeão do WEC, evento que foi incorporado ao UFC com todos os seus lutadores. Contra Scott Jorgensen em dezembro de 2010, ele defendeu o cinturão dos galos do WEC e conquistou automaticamente o cinturão do UFC - ele venceu seu oponente por decisão unânime.

Se Renan Barão mantiver o cinturão interino, deve enfrentar Dominick Cruz em meados de 2014

Cruz defendeu o cinturão do UFC por duas vezes. Quando tinha luta agendada contra Urijah Faber, contra quem já tinha lutado e vencido em 2011, o campeão sofreu uma lesão nos ligamentos cruzados e, desde então, não pôde voltar a competir. Enquanto ele se recupera, o brasileiro Renan Barão vem fazendo bonito. Ele entrou na luta contra Faber, venceu o oponente e conquistou o cinturão interino.  Barão defendeu o posto pela primeira vez contra Michael McDonald e tem luta agendada com Eddie Wineland para o dia 21 de setembro, no UFC 165 (Jones x Gustafsson). Se o brasileiro vencer, sua próxima luta será contra Dominick Cruz pela unificação do cinturão dos galos do UFC.

O peso-pena abraça os lutadores entre 62 e 66 quilos. O atual campeão é o brasileiro José Aldo. Ele também é oriundo do WEC e precisou defender o velho e ganhar o novo cinturão em luta contra o canadense Mark Hominick, em abril de 2011. De lá para cá, Aldo defendeu o cinturão por cinco vezes. Na última, contra Chan Sung Jung, o Zumbi Coreano, fez uma luta muito dura e conseguiu o nocaute somente no quarto round. Esta luta ocorreu no Rio de Janeiro.

José Aldo já defendeu o cinturão cinco vezes e pode quebrar recordes no Ultimate

A categoria peso-leve do UFC teve novo campeão recentemente. Em duelo no final de agosto, Anthony Pettis, ex-campeão do WEC, finalizou Ben Henderson e faturou o cinturão da categoria. Detalhe é que, no WEC, Pettis também venceu Henderson na disputa pelo cinturão. Em dezembro, o americano será testado em novo duelo contra Josh Thomson, no UFC on Fox 9.

Anthony Pettis finalizou Ben Henderson e agosto e se também se tornou campeão do Ultimate

Entre 71 e 77 quilos, o lutador disputa o título do peso meio-médio do UFC. Lutador há mais tempo invicto na atualidade no UFC, Georges Saint-Pierre conquistou o cinturão em 2007. Contra Matt Hughes, ele ganhou o cinturão interino e só unificou na luta seguinte, contra Matt Serra. De lá para cá, são oito lutas e oito vitórias. Antes da sequência invicta, porém, ele ganhou o cinturão pela primeira vez em 2006, também contra Matt Hughes. Mas perdeu para Matt Serra no duelo seguinte. Saint-Pierre tem duelo marcado contra John Hendricks em novembro, no UFC 167.

Georges Saint-Pierre tem a chance de quebrar o recorde de Anderson Silva de série invicta

Outra categoria com mudanças recentes no topo, o peso-médio permite lutadores entre 77,5 até 84 quilos. Em julho, o americano Chris Weidman chocou o mundo ao nocautear o supercampeão Anderson Silva, que antes detinha o status de melhor lutador da história. Spider também emplacou uma sequência de 17 vitórias seguidas e dez defesas de cinturão, número que Georges Saint-Pierre pode ultrapassar se vencer suas próximas lutas.

A luta se transformou em um das comentadas e polêmicas do MMA, tendo em vista que Spider tentou desequilibrar emocionalmente o seu rival, baixou a guarda e acabou nocauteado. Muitos consideraram a postura de Anderson Silva arrogante, afirmando que ele tentou humilhar o Weidman. De qualquer forma, o Ultimate agendou revanche imediata. Os dois se enfrentam mais uma vez no dia 28 de dezembro, no UFC 168. 

Chris Weidman nocauteou a lenda Anderson Silva e ambos terão revanche no final do ano

Jon Jones não é só o campeão dos meio-pesados do UFC, mas o líder do ranking peso por peso do Ultimate. Traduzindo: o melhor lutador entre todos os lutadores, todas as categorias. Jon Jones ganhou o cinturão dos meio-pesados em 2011, contra Maurício Shogun. Das cinco lutas em que defendeu o posto, só venceu por decisão contra Rashad Evans.

O americano finalizou Vitor Belfort, Lyoto Machida e Quinton Jackson. Nocauteou Chael Sonnen. Alguns especialistas apontam que ele pode quebrar recordes na categoria. Outros dizem que ele não tem mais o que fazer nos meio-pesados e sugerem que Jon Jones vá para os peso-pesados. De qualquer forma, ele tem luta contra o sueco Alexander Gustafsson no UFC 165, no dia 21 de setembro. 

Jon Jones não é só o campeão dos meio-pesados. É também o melhor do UFC em todas as categorias

Apenas dois nomes têm se destacado com muita força nos últimos tempos no peso-pesados: Cain Velásquez e Junior Cigano. Mas nem por isso a categoria que vai de 93 até 120 quilos está desinteressante. O americano e o brasileiro se dividem desde 2010 na posse do cinturão e vão para a trilogia no dia 19 de outubro, em Houston, no UFC 166. Cigano nocauteou Cain no final de 2011, mas foi derrotado por pontos no final de 2012. Se vencer o brasileiro mais uma vez, Cain Velásquez deve enfrentar outro brazuca, Fabrício Werdum. Se Cigano retomar o cinturão, é possível que haja uma quarta luta entre ambos em breve. 

Cain Velásquez perdeu para Cigano e retomou o título contra o brasileiro. Eles lutam de novo em outubro

O Ultimate criou a categoria feminina peso-galo há pouco tempo, mas trazendo as lutadoras e as campeãs do Strikeforce. Em fevereiro, a loiraça Ronda Rousey, campeã do Strikeforce, conquistou o cinturão do UFC depois de finalizar Liz Carmouche. A categoria ainda carece de mais lutadores, mas Misha Tate aparece como principal rival de Ronda. Isso porque Tate perdeu o cinturão do Strikeforte para a loira. Rivais dentro e fora do octógono, elas se enfrentam no dia 28 de dezembro, no UFC 168. Sem sombra de dúvidas, um duelo de parar marmanjos em todo o mundo.  

Ronda Rousey era campeã do peso-galo do Strikeforce e também conquistou o título no Ultimate





Tags: MMA, UFC, Demetrius Johnson, Renan Barão, Dominick Cruz, Georges Saint-Pierre, Anthony Pettis, José Aldo, Chris Weidman, Cain Velásques, Jon Jones, Ronda Rousey
{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação