Brasil

INSS: confira os reajustes proporcionais de aposentadorias e pensões de 2018

Aumento será aplicado de acordo com a data da concessão do benefício

Agência O Globo

Aposentados e pensionistas que passaram a receber o benefício acima de um salário mínimo ao longo de 2017 terão percentuais de aumento proporcional à data de início de cada benefício, correspondente ao número de meses em que esses segurados receberam do INSS.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) — que vai reajustar os benefícios do INSS acima do mínimo — foi divulgado nesta quarta-feira. O aumento, retroativo a 1 de janeiro de 2018, será de 2,07%. Esse é o menor reajuste para aposentados e pensionistas desde a implantação do Plano Real (1994). O teto deve passar de R$ 5.531,31 para R$ 5.645,81.

Foto: Reprodução / EBC

Segundo a série histórica dos correções para aposentados e pensionistas que ganham acima do piso, desde que o Real passou a moeda oficial do país, o menor reajuste aplicado tinha sido de 3,30 %, em abril de 2007.

Outros 22 milhões ganham o piso nacional e terão o mesmo percentual aplicado ao salário mínimo, ou seja, 1,81% de aumento. O piso subirá de R$ 937 para R$ 954, um reajuste de 1,81%, também o menor em 24 anos.

Entre janeiro e novembro do ano passado, houve mais de 653 mil novas concessões de benefícios em todo o país, de acordo com o Boletim Estatístico da Previdência Social.

Os benefícios reajustados serão pagos entre 25 de janeiro e 7 de fevereiro, segundo o calendário do INSS. As datas variam de acordo com o número final do cartão de pagamento (último algarismo antes do traço).