Nem Te Conto

Publicada em 06/11/2011 às 06h00. Atualizada em 06/11/2011 às 18h58

Por Onde Anda? Missinho, ex-integrante do Chiclete, fala sobre os novos projetos


O cantor e compositor afirma não guardar mágoas e segue a carreira musical cantando os sucessos dos anos 80


Érica Torres
(erica.torres@redebahia.com.br)
publicidade

Missinho puxando o bloco "Bola Cheia" no Carnaval 2011

Lembra de Missinho?

Quem nunca ouviu a música "Mistério das Estrelas"? O sucesso da banda Chiclete com Banana reproduzido até hoje por diversos artistas em todo o país foi composto por Missinho na década de 80. O cantor e compositor baiano foi um dos fundadores da banda, que na época se chamava "Scorpions", nome que foi alterado em 83 para a gravação do primeiro disco. Já em 86, quando decidiu deixar o grupo para seguir a carreira solo, Missinho lançou diversos discos, sendo o primeiro deles "Neon dos Guetos".

Estúdio x Carreira

Atualmente Missinho vive uma vida reservada e distante dos holofotes, mas nem por isso deixou de lado a música, pelo contrário, há cinco anos ele montou um estúdio onde faz a produção musical de artistas que ele denomina "underground". Em entrevista ao iBahia, o cantor explica: "São artistas que não são conhecidos pela mídia, estão começando agora (...) Pessoas de todas as idades, profissionais liberais, figuras incríveis e surpreendentes".
 
Paralelo ao estúdio, o cantor continua investindo na carreira. No ano passado, ele lançou o CD "Abracadabra" com canções que foram gravadas em vinil e que não existiam até então em CD. "Basicamente tem cinco inéditas e as outras são músicas bastante conhecidas do pessoal", explica. Ele conta que não tem previsão de lançamento para o próximo disco: "Agora eu acho que como todo músico que vai ficando mais velho não tenho mais essa necessidade de fazer discos todo o ano".

O São João e o Carnaval são dois períodos movimentados para o cantor. Em junho, ele se apresenta em diversos municípios do interior da Bahia, com canções que marcaram a carreira, como "No Lume da Fogueira", e outras memoráveis do axé que ele adapta para o forró. Já no Verão, Missinho se apresenta no Pelourinho e em trio independente, geralmente no circuito Osmar com o bloco da Ribeira, denominado "Bola Cheia". Em Aracaju, ele participa do Pre-Caju, tradicional micareta da cidade.

Missinho junto com outros integrante do Chiclete nos anos 80

Chiclete com Banana

Missinho se orgulha quando fala sobre as suas composições que fizeram sucesso com a banda nos anos 80. "'Mistério das Estrelas' foi a primeira música a fazer sucesso e que levantou a banda. Ela ficou famosa em 83 e até hoje as pessoas pedem para que eu toque. Depois teve uma música chamada 'Sementes' que foi um sucessão, esse disco tinha oito músicas, todas elas foram bem tocadas".

Para o cantor as canções tem um valor grande porque foram lançadas em uma época difícil para um músico conseguir visibilidade: "Não existiam bons equipamentos, mas a gente tinha acesso a instrumentos legais. O que era bom era chegar com seu disco e não precisar pagar para tocar como fazem hoje".

Questionado sobre os motivos que levaram a abandonar o grupo em abril de 1986, ele revela: "Não foi de uma hora para a outra, estava passando por um desgaste natural. Eu não estava me sentindo bem, precisava respirar novos ares, foi uma decisão importante tanto para o meu trabalho como para a minha cabeça". Missinho ainda completou: " Essa coisa de banda é como casamento, quando não está dando certo, se você insistir piora".

O cantor afirma não se arrepender da decisão e revela: "Acho até que demorei muito para sair, sairia antes". Missinho disse que não tem contato com os integrantes da banda desde 86, quando saiu do grupo. Ele também falou que não se incomada em ser lembrado como o ex-vocalista e guitarrista do Chiclete. "Faz parte da história, eu não posso apagá-la. Eu fiz sim parte da banda, fiz essas músicas, então como vou ter problema com relação a isso? Fico é feliz em ver minhas músicas sendo reproduzidas em todo o país por gente que nunca ouvi falar".

Missinho no Carnaval 2011

Taxista que mora em Itabuna?

Circulou na mídia um boato de que Missinho estaria dirigindo um táxi. O cantor negou as informações e ainda brincou: "Acho que deve ser um sósia, gostaria até de conhecer essa figura". Ele disse que só usou táxi até hoje como passageiro: "Eu nunca trabalhei em outra área, mas se eu precisasse dirigir um táxi eu iria com a maior alegria, como qualquer outra profissão".

Ele explica que adora viver da música e às vezes chega a se perguntar: "Meu Deus ainda ganho para fazer isso?". O vocalista conta que sempre quis atuar na área e que conseguiu se lançar de forma digna e bacana, com músicas importantes para história do axé.

Já chegou aos ouvidos do cantor que ele estaria morando em Itabuna, cidade localizada há 447Km da capital baiana. Missinho esclareceu: "Eu nunca morei em outro lugar que não fosse Salvador". Para ele os boatos não tem a menor importância. "O que eu posso fazer? As pessoas falam, inventam coisas, e eu só faço rir muito!".

Missinho puxando o bloco "Traz os Montes" no comando do Chiclete com Banana em 1981






Tags: Missinho, Cantor, Compositor, Ex-vocalista do Chiclete com Banana, Carreira, Vida, Scorpions, Carnaval, Estúdio, Mistério das Estrelas
{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação