Sustentabilidade

Mais Lidas Relacionadas
    anterior
    proxima
    Publicada em 06/02/2013 às 10h00. Atualizada em 06/02/2013 às 10h00

    Trabalhar menos e divertir-se mais ajuda a reduzir mudanças climáticas, diz estudo


    Os pesquisadores concluíram que, se os países em desenvolvimento adotarem o modelo europeu de trabalho (jornada trabalhista mais flexível e mais lazer) ao invés do americano (concentrado no trabalho com pouco tempo de férias), as emissões de gases do efeito estufa, e o aumento posterior da temperatura, cairiam pela metade até 2100.



    publicidade

    riso.jpg
    Foto: Imagesfrugale

    Para reduzir as emissões de carbono e evitar mudanças drásticas no clima, as pessoas deveriam reduzir a carga de trabalho e se divertir mais. A complicada tarefa em favor do equilíbrio ambiental é proposta por um estudo do Center for Economic Policy and Research.

    Os pesquisadores concluíram que, se os países em desenvolvimento adotarem o modelo europeu de trabalho (jornada trabalhista mais flexível e mais lazer) ao invés do americano (concentrado no trabalho com pouco tempo de férias), as emissões de gases do efeito estufa, e o aumento posterior da temperatura, cairiam pela metade até 2100.

    Vale lembrar que uma alternativa é trabalhar em casa, método que está cada vez mais comum entre os profissionais liberais

    De acordo com o economista David Rosnick, autor do estudo, a relação entre trabalho e emissões é complexa, mas claramente compreendida. “É claro que reduzir os níveis de consumo, mantendo todo o resto constante, reduziria as emissões de gases de efeito estufa", declarou a EU News. A ideia é que fábricas e outros locais de trabalho consomem grandes quantidades de energia. Assim, cortando a produção e as horas de trabalho, haveria menos dióxido de carbono para a atmosfera.

    Produção 

    No entanto, o próprio autor alerta que o estudo possui uma grande falha: não é previsível como as pessoas gastam o seu tempo de lazer. Se elas estão relaxando em casa, então as emissões seriam menores, mas se elas voam para algum lugar distante, o consumo cresce bem mais.

    Rosnick acrescenta ainda que menos horas de trabalho não precisa significar menos eficiência. Como o aumento tecnológico, devemos ser capazes de produzir o mesmo volume em poucas horas, enquanto cortamos o aumento da temperatura em pelo menos 1,3 graus centígrados.

     

    EcoDesenvolvimento.org - Tudo Sobre Sustentabilidade em um só Lugar.





    Tags:
    {{ commentsTitle }}
    Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
    {{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
    {{comment.comment}}
    • {{comment.dislike_count | number}}
    Comentário aguardando moderação