Salvador

Associação Atlética da Bahia negocia venda de terreno

Está prevista para esta quinta-feira (17), uma assembleia com o conselho, que analisará as propostas de compra e venda da área

Da Redação
Publicada em Atualizada em


A Associação Atlética da Bahia (AAB), está analisando uma possível venda de 2.100 m² do clube. Segundo o presidente da associação, Luiz Henrique Behrens, está prevista para esta quinta-feira (17), uma assembleia com o conselho, que analisará as propostas de compra e venda da área, que de acordo com Behrens, é inutilizada pelos associados.


"Caso o conselho aprove a venda, uma assembleia geral será realizada no sábado (26) para que os sócios votem contra ou a favor da negociação, mas por enquanto tudo isso não passa de uma ideia", garante o presidente.


Mesmo com a afirmação do presidente, alguns sócios estão demonstrando indignação com a possível venda do local. Para o diretor de tênis da AAB, Emerson Mangabeira, a "ideia" estaria sendo negociada de forma muito rápida, sem uma análise mais criteriosa da proposta, e com o valor muito menor do que vale o terreno. "Essa proposta surgiu há cerca de 20 dias, e logo uma assembleia foi marcada. Eles estão fazendo tudo de forma muito rápida e os associados não estão sabendo desta possibilidade de venda do clube", reclama Mangabeira.


Segundo ele, a área que Behrens diz ser inutilizada, abriga algumas lojas e duas quadras de tênis. "A AAB não está com dívidas e, por isso, não existe uma necessidade de vender o terreno. O clube é uma entidade sem fins lucrativos e esse processo só iria prejudicar os sócios", ressaltou.


A área que seria vendida iria abrigar uma torre de 18 andares, que funcionaria como hotel e apartamentos residenciais de quarto e sala. As negociações estariam sendo feitas pelo valor de R$1 milhão com uma grande construtora da cidade.

Comentários