Futebol

Fagner veta comparações e avisa: 'não tenho de ser Daniel Alves'

Jogador teve lesão na coxa e deve voltar a treinar com bola na próxima semana

Fernanda Varela, do Correio 24 horas
- Atualizada em

Com a ausência de Daniel Alves na Copa do Mundo, os olhares ficaram mais atentos à lista dos laterais que o técnico Tite convocaria para a Seleção. Para a direita, os nomes são Fagner, do Corinthians, e Danilo, do Manchester City. Ainda machucado, o corintiano avisa: não quer saber de comparação com o jogador do PSG.

Lateral-direito se recupera de lesão na coxa direita e deve iniciar trabalhos com bola na próxima semana (Pedro Martins / MoWA Press)

“A qualidade e a carreira do Daniel Alves não têm comparação, começamos por aí. Isso eu levo comigo, que não tenho de ser o Daniel Alves, tenho de ser o Fagner, o Fagner que joga no Corinthians, que joga de uma maneira X. Tenho de me adaptar ao método de jogo da Seleção para que eu possa jogar naquela situação”, avisa o jogador, que estará apto a jogar quando o Mundial começar, no dia 14 de junho. O Brasil só estreia no dia 17, contra a Suíça.

Acompanhado pelo médico da Seleção Brasileira Rodrigo Lasmar, Fagner falou ainda sobre a ansiedade que viveu às vésperas da convocação. Com lesão na coxa, ele foi examinado e teve o aval para jogar a Copa, mas a notícia não trouxe nenhum alívio ao atleta. “Se fui o último a ser chamado, não sei. Mas que deu um frio na barriga e uma tremedeira nas pernas, deu. Mas o mais importante é poder estar lá, sair o nome, então fico muito feliz. Agora é trabalhar bem, estar bem e poder ajudar a Seleção”, completou.

O lateral-direito já deve iniciar trabalhos com bola na próxima semana.