Festival da Virada

Gringos marcam presença no Festival Virada Salvador

Cerca de 430 mil turistas devem passar pelos cinco dias de Festival - a maioria vem da Argentina, Alemanha, EUA, França e Chile

Clara Corrêa e Priscila Letieres, do Correio 24h

Entre soteropolitanos e turistas de todo o Brasil, os gringos ganharam destaque pela presença no terceiro dia do Festival Virada Salvador, na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio, que acontece desde quinta (18). Mostrando a admiração pelas agremiações percussivas que dominaram a noite, muitos estrangeiros aproveitaram o evento para conhecer grupos expoentes da cultura baiana como Olodum, Timbalada e o Cortejo Afro.

A família Orozs, da Argentina, estava ansiosa pelos shows da Timbalada e Olodum (foto: Clara Corrêa)
A família Orozs, da Argentina, está na cidade desde o dia 24 e decidiu conhecer a Arena Daniela Mercury depois de ficar sabendo do festival através de moradores do Santo Antônio Além do Carmo, bairro onde estão hospedados. Gaspar Orozs disse que a maior expectativa da família de hermanos foi de assistir uma apresentação da Timbalada pela primeira vez. "Estamos adorando o festival e muito ansiosos para ver a Timbalada e também o Olodum", afirmou.

O casal Manne e Britt, da Holanda, pousaram no Rio de Janeiro, mas decidiram vir também para Salvador, onde estão há 5 dias e pretendem esticar por pelo menos mais 5, atraídos por uma Salvador "não comum". "Queríamos ver a Bahia e conhecer a história que não contam pra gente sobre este lugar. O Brasil é um país muito miscigenado e gostamos daqui", disse Manne.
"Queríamos ver a Bahia e conhecer a história que não contam pra gente sobre este lugar", afirmou o casal holandês. (Foto: Clara Corrêa)
Os turistas holandeses, hospedados no Pelourinho, não esconderam a alegria de curtir o festival dançando ao som do cantor Carlinhos Brown e da Timbalada e brincaram, "notamos que somos péssimos em disfarçar que somos turistas, mas está sendo muito divertido estar aqui, todo mundo conhece todas as músicas, é muito legal", concluiu Britt.

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) 430 mil turistas devem pisar em solo soteropolitano para curtir os festejos de réveillon, cerca de 20 mil a mais que o mesmo período no ano passado. "A previsão é receber cerca de 2 milhões de pessoas (entre soteropolitanos e turistas) durante os cinco dias de Festival. Destes, cerca de 430 mil turistas. Dos turistas estrangeiros, a maioria vem da Argentina, Alemanha, Estados Unidos, França e Chile", afirma o Secretário Municipal de Cultura e Turismo, Claudio Tinoco.

O Secretário também indica que o período irá aquecer a economia local e movimentar diferentes setores de mercado da cidade, em especial, o de hotelaria. "Cerca de R$ 405 milhões (serão injetados). A taxa de ocupação hoteleira no período do Réveillon passado foi de 95%. Este ano, a expectativa é que a ocupação chegue a 100%", pontuou.