Mundo

Inusitado: homem pede namorada em casamento enquanto era preso

Confusos, os policiais cederam ao apelo do detido, que trocou alianças de noivado ainda algemado

Agência O Globo
- Atualizada em

O americano Brandon Thompson, de 35 anos, decidiu transformar um momento de agonia em um marco de emoção para a família. Enquanto era preso por agentes da Polícia de Muskogee, em Oklahoma, pediu licença para pedir a mão da namorada, Leandria Keith, em casamento. Confusos, os policiais cederam ao apelo do detido, que trocou alianças de noivado ainda algemado. Toda a cena foi registrada pela câmera acoplada ao colete de um dos oficiais.



Nas imagens, é possível ouvir Thompson questionar a mãe sobre a decisão: "Devo fazer isso agora?". Ela assentiu, e o americano pediu que a parente buscasse os anéis dentro de casa. Eles estavam no quintal da propriedade quando os agentes chegaram para prender o foragido. Um dos policiais avisa que não pode tirar as algemas, mas se oferece para prender as mãos do homem pela frente, não pelas costas, para que ele pudesse segurar as mãos da noiva.

"Eu não queria partir sem mostrar a ela exatamente o que eu sentia. Eu quero que ela seja minha mulher pelo resto da vida", explicou Thompson à "CNN". (Para ver o momento em que ele se ajoelha para fazer o pedido, arraste o cronômetro a partir de 2min15s).

Os próprios policiais demoraram a entender a reação inusitada do detido. "Ele vai pedi-la em casamento", diz um para outro, que chega desavisado. "Está brincando comigo", o agente responde no vídeo. A família celebrava o aniversário de Thompson e o Dia da Independência dos Estados Unidos. Um agente avistou o homem e o reconheceu dos cinco mandados de prisão em aberto na polícia do estado.

O casal está junto desde maio de 2016 e contou à rede americana que vai marcar uma data para oficializar a união quando Thompson resolver suas pendências legais. A Corte do distrito registrava mandados de prisão contra ele por não comparecer a audiências da Justiça e não pagar débitos.

"Eu queria um novo começo para mim. Com a polícia me levando para a cadeia, eu não precisava me preocupar mais com os meus mandados", explicou o detido, que prometeu à noiva e à mãe que voltaria para casa e arrumaria um emprego.

Ele acabou liberado no mesmo dia, depois que a família juntou suas economias e pagou a fiança. O noivo deverá comparecer ao tribunal no próximo 17 de julho.