E. C. Vitória

Leão quer 'fazer as pazes' e ter Barradão como aliado em 2018

Desempenho no Barradão quase rebaixou o Leão à segunda divisão em 2017

Herbem Gramacho e Daniela Leone, do Correio 24h

As derrotas no Barradão foram uma marca de 2017 do Vitória, que por pouco não terminou o ano rebaixado à Série B. Por isso, uma das metas de quem ficou no clube em 2018 é fazer o time se impor novamente no seu lar.

Rubro-negro teve desempenho ruim no ano passado (Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória)

No ano passado, o Leão foi o pior mandante do Brasileirão. Dos 19 jogos disputados em casa, venceu apenas três, empatou cinco e perdeu 11. Campanha de um segundo semestre bem diferente do primeiro, quando o rubro-negro comemorou o título baiano invicto e perdeu só uma vez diante do torcedor nas três competições que disputou. Foi contra o Paraná, por 2x0, pela Copa do Brasil. Na Copa do Nordeste, a única derrota foi como visitante, 2x0 no Ba-Vi que custou a eliminação na semifinal.

As derrotas no Barradão foram uma marca de 2017 do Vitória, que por pouco não terminou o ano rebaixado à Série B. Por isso, uma das metas de quem ficou no clube em 2018 é fazer o time se impor novamente no seu lar.

No ano passado, o Leão foi o pior mandante do Brasileirão. Dos 19 jogos disputados em casa, venceu apenas três, empatou cinco e perdeu 11. Campanha de um segundo semestre bem diferente do primeiro, quando o rubro-negro comemorou o título baiano invicto e perdeu só uma vez diante do torcedor nas três competições que disputou. Foi contra o Paraná, por 2x0, pela Copa do Brasil. Na Copa do Nordeste, a única derrota foi como visitante, 2x0 no Ba-Vi que custou a eliminação na semifinal.