E. C. Vitória

Morre aos 37 anos o jogador Alex Alves, craque do Vitória nos anos 90

Baiano de Campo Formoso, ele lutava contra leucemia há cerca de um ano e se tratava no interior de São Paulo

Da Redação (esportes@portalibahia.com.br)
Publicada em Atualizada em
Sucesso no Brasil levou Alex Alves a defender o Hertha Berlim-ALE

O atacante Alex Alves, revelação do Vitória nos anos 1990, faleceu na manhã desta quarta-feira (14). Ele lutava contra uma anemia crônica (não leucemia, como vinha sendo civulgado) e havia passado por um transplante de medula óssea no mês de outubro. A informação da morte do craque de 37 anos, que também defendeu Cruzeiro, Vasco e Palmeiras, foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Amaral Carvalho, que fica em Jaú, onde ele se tratava da doença.


Veja também: Direção do Vitória lamenta morte de Alex Alves através de nota


O hospital não confirma se a doença na medula foi a causa da morte do jogador. Alex Alves estava acompanhado da irmã e tinha proibido que qualquer informação sobre sua saúde fosse divulgada pela instituição, amigos e familiares. De acordo com amigos, Alex Alves evitou se internar em um hospital público baiano para que a informação sobre o problema não fosse divulgada. Por isso, ele buscou uma alternativa em São Paulo. Após esperar na fila do Sistema Único de Saúde (SUS), ele recebeu a notícia de que a medula do irmão era compatível para que fosse feita a doação.


Partida beneficente - Amigos de Alex, os ex-jogadores Paulo Isidoro e Edílson pretendiam organizar uma partida beneficente para arrecadar fundos em prol da vida do ídolo do Leão, que passava por problemas financeiros. A partida, inclusive, seria realizada no Barradão. O presidente do Vitória, Alexi Portela, já havia dito que o clube daria apoio à ideia.


Carreira - Alex Alves despontou de vez para o futebol em 1993, ano do vice-campeonato brasileiro do Vitória. Naquela oportunidade, o atacante entrou para seleção da Bola de Prata, maior premiação do Campeonato Brasileiro. Além de ser lembrado pelos gols, ficou marcado por comemorar com golpes de capoeira e detém o status de primeiro jogador metrossexual do futebol brasileiro. Sua preocupação com a aparência chamou a atenção do país nos anos 1990.


O sucesso o levou ao Palmeiras, campeão em cima do Vitória em 1993. O atacante natural de Campo Formoso, na Bahia, ainda participou da conquista do título nacional palmeirense de 1994. Alex Alves também se destacou com a camisa do Cruzeiro, no final dos anos 90. Ele ainda defendeu o Vitória entre 2005 e 2006, mas sem destaque. Seu último clube foi o União Rondonópolis, do Mato Grosso, em 2010. O atacante não chegou a anunciar a aposentadoria do futebol.Leia mais

Hospital corrige: Alex Alves morreu de anemia crônica e não de leucemia

Corpo de Alex Alves será cremado nesta quinta-feira, no cemitério Jardim da Saudade

Direção do Vitória lamenta morte de Alex Alves através de nota

Dirigentes, clubes e ex-jogadores lamentam morte de Alex Alves; veja

Comentários