Educação

Nova prova, novas estratégias: veja dicas para o Enem

Este ano, as provas terão um dia dedicado à área de humanas e outro à de exatas

Agência O Globo

O reagrupamento de áreas no novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma das mudanças que mais merece atenção dos candidatos. Este ano, as provas terão um dia dedicado à área de humanas e outro à de exatas. Com isso, é preciso prestar cuidado especial com o controle do tempo.

Até o ano passado, a redação era aplicada junto com Matemática e Linguagens. Assim, o candidato podia começar pela dissertação, passar para linguagens, e deixar para o fim os cálculos, que exigem mais tempo. Como, agora, Matemática vem junto com Física, Química e Biologia, a dica para não se atrapalhar com o relógio é priorizar áreas.

"Há dois critérios possíveis: o aluno pode começar pela área que tem mais conhecimento ou pela que tem mais peso na carreira que ele deseja seguir", diz o professor de Matemática Fellipe Rossi, vice-diretor do curso De A a Z.

Outra tática é não seguir, necessariamente, a ordem das questões. O ideal é o candidato fazer primeiro as questões que domina e deixar para depois aquelas em que ele tem dúvida. Se o tempo estiver perto do fim, poderá chutar onde tinha menos chance de acerto.

No primeiro dia, ainda é uma boa opção começar pela redação. Como tem peso alto nos processos seletivos, é preciso fazer com dedicação. Mas, atenção: não se pode gastar mais de uma hora no texto.

Veja, a seguir, as dicas do professor Fellipe Rossi:

“Dizer que o aluno não precisa seguir a ordem das questões é muito genérico. Isso exige preparo. Não há estratégia sem treino. A recomendação é que ele faça muitas provas anteriores, porque os modelos de questão acabam sendo repetitivos. Assim, ao ler um enunciado, o candidato reconhece o comando ou o tipo de abordagem e consegue resolver imediatamente, por associação, porque a lógica se repete. Isso é mais crítico em Matemática e Ciências da Natureza. Quanto mais treinar, menos questões vão roubar seu tempo. Se o aluno se deparar com uma questão e não souber resolver imediatamente, a orientação é que ele pule e deixe para o final. Caso contrário, ele pode perder muito tempo tentando resolver essa questão e depois pode ser estrangulado pelo tempo e ter que chutar outras questões que teria facilidade de acertar”.