Hitman: Agente 47

Agente 47 é um assassino de elite geneticamente modificado criado para ser a máquina de matar perfeita. Agora, ele precisa caçar uma mega operação que pretende usar o segredo de sua criação para a formação de um exército imbatível. Ao juntar forças com uma misteriosa jovem, que pode ser o diferencial para o sucesso desta missão, ele vai descobrir segredos de sua origem em uma batalha épica contra sue maior inimigo.
[Sinopse]

É o mais exemplar do sub-gênero de mega-ação com ultra-eficiência (assim mesmo, cheio de superlativos!), daqueles mocinhos que atiram dez vezes e acertam onze bandidos, e ainda mantem o topete impecável. Na mesma linha, tivemos recentemente os ótimos “De Volta Ao Jogo”, com Keanu Reeves, (que já vai ter sequencia!) e “O Protetor”, com Denzel Washington.

Só que neste filme, o exagero foi além da conta, beirando o cartunesco, a comédia. Além do roteiro completamente equivocado, outro erro de destaque foi incluir mais de um personagem com o tal perfil “eficiente”, no caso com o próprio Agente 47 (Rupert Friend, mimetizando seu bom papel na série de Tv “Homeland”), uma donzela que também se descobre ser uma “máquina de matar” e por fim, mas não menos (des)impotante, o total “miscasting” de Zachary Quinto, com seu personagem que aparece como um mané, depois se transforma em super-agente que tem algo como um exoesqueleto. Hã?!

É daqueles filmes que, se bem executados, poderiam ser classificados como boas transposições de games para telas. Mas é daqueles que nos fazem sentir saudades dos filmes ruins que o precederam, no caso o “Hitman” de 2007 com Timothy Olyphant. Sabem aquela máxima do “menos é mais”? Pois é… neste filme tinha que ser menos, muuuuuito menos!


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

O Pequeno Príncipe

Uma garota acaba de se mudar com a mãe, uma controladora obsessiva que deseja definir antecipadamente todos os passos da filha para que ela seja aprovada em uma escola conceituada. Entretanto, um acidente provocado por seu vizinho faz com que a hélice de um avião abra um enorme buraco em sua casa. Curiosa em saber como o objeto parou ali, ela decide investigar. Logo conhece e se torna amiga de seu novo vizinho, um senhor que lhe conta a história de um pequeno príncipe que vive em um asteróide com sua rosa e, um dia, encontrou um aviador perdido no deserto em plena Terra.
[Sinopse]

O clássico livro “O Pequeno Príncipe” (1943), do francês Antoine de Saint-Exupéry, é o título francês mais vendido da História, o terceiro mais traduzido do mundo e um jovem senhor, com Exupéry pregando que ”crianças tem que ser crianças” desde os tempos da máquina de escrever, mensagem que certamente ficará para nossos descendentes, pois a obra é completamente atemporal.

Mas o filme, de produção também francesa, não é a versão cinematográfica do livro (já feito, sem muito sucesso, em 1974), mas inspirado por ele. Por diversos momentos me fez lembrar “Up-Altas Aventuras”, sensação ainda mais acentuada pela dublagem de Marcos Caruso ser muito parecida com a de Chico Anysio para o Sr. Fredricksen, mas também me lembrou momentos “Mary e Max” e “Peter Pan”, o que não é ruim, pois não copia esses filmes, não é colcha de retalhos, pois tem estilo e identidade própria.

É um filme que funciona mais para uma turminha a partir da faixa dos seus oito anos, pois tal como “Divertida Mente” trata de assuntos mais, digamos, reflexivos e tem menos ação para a gurizada na faixa até sete anos, o que faz com que seja também interessante para os adultos que provavelmente leram o livro nas suas infâncias.


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

D23 Expo 2015

A D23 Expo (D de Disney e 23 em homenagem ao ano que a empresa foi fundada, 1923) é um evento bi-anual (acontece em anos impares) da Disney voltado para fãs, onde são anunciados os projetos dos próximos dois anos da Disney, Pixar, Marvel e outras empresas que compõe o conglomerado Disney. É a Comic-Con da Disney!

Vamos ver os principais anuncios desta edição de 2015:

Gigantic
As coisas estão ficando muito altas no Walt Disney Animation Studios. Gigantic, o filme inédito da Disney inspirado no conto João e o Pé de Feijão, terá trilha sonora dos compositores ganhadores do Oscar® Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez, que saudaram os fãs da D23 EXPO em seu próprio estilo, cantando, ao lado de Nathan Greno (Enrolados) e da produtora Dorothy McKim (Hora de Viajar). Ambientado na Espanha durante a Era dos Descobrimentos, Gigantic da Disney segue Jack, louco por aventuras, enquanto ele descobre um mundo de gigantes escondido nas nuvens. Ele trama um grande plano com Inma, uma menina de 11 anos, com mais de 18 metros de altura, para ajuda-la a encontrar o caminho de casa. Mas ele não leva em conta sua personalidade gigantesca, e quem diria que gigantes eram tão “pé no chão”? Gigantic chega aos cinemas em 2018.

Moana
Dwayne Johnson (A Falha de San Andreas, Velozes e Furiosos 7, Ballers da HBO), empresta sua voz ao poderoso semideus Maui em Moana do Walt Disney Animation Studios, esteve no palco da D23 EXPO nesta tarde. Os renomados diretores John Musker e Ron Clements (A Pequena Sereia, A Princesa e o Sapo, Aladdin), e o produtor Osnat Shurer (curtas da Pixar indicados ao Oscar® One Man Band, Boundin) mostraram um teste de filmagem inicial e revelaram planos para a inspiradora música do filme e a extraordinária equipe responsável pela trilha sonora. O ganhador do Tony® Lin-Manuel Miranda (o novo sucesso da Broadway, Hamilton; o ganhador do Tony® In the Heights), o compositor vencedor do Grammy® Mark Mancina (Velocidade Máxima, Tarzan, O Rei Leão) e Opetaia Foa’i (fundador e vocalista da banda premiada de world music Te Vaka) mostraram seus diversos talentos dinâmicos para ajudar a contar a história de uma adolescente brilhante que busca provar que é capaz de fazer novas descobertas. Foa’i fechou a apresentação com um desempenho fabuloso ilustrando a magia da música do filme. Moana chega aos cinemas em 2016.

O Primeiro Encontro da Riley (Riley’s First Date)
Pixar Animation Studios volta para dentro da mente com um curta inédito. Riley’s First Date? teve première mundial esta tarde na D23 EXPO. O diretor Josh Cooley, junto com os cineastas de Divertidamente (Inside Out), Pete Docter (Up – Altas Aventuras, Monstros S.A.) e Jonas Rivera (Up – Altas Aventuras), apresentaram o curta, que revisita Riley, agora com 12 anos, e está em casa com os pais quando problemas batem à porta. As emoções da Mãe e do Pai se veem forçadas a lidar com o primeiro encontro de Riley. O curta será incluído como material extra no lançamento em formato digital e Blu-ray de Divertidamente (Inside Out) da Disney·Pixar, que estará disponível em breve.

The Good Dinosaur
A expectativa por  The Good Dinosaur da Disney·Pixar cresceu quando o diretor Peter Sohn e a produtora Denise Ream mostraram sequências bem humoradas, dessa nova aventura aos fãs, incluindo cenas inéditas de um trio de tiranossauros em ação. Nos cinemas em 7 de janeiro de 2016,  The Good Dinosaur apresenta Arlo, um apatossauro que se vê longe de casa e em meio a várias criaturas intimidantes.

Procurando Dory
Ellen DeGeneres (The Ellen DeGeneres Show), a voz da inesquecível peixinho azul, deu um mergulho com os fãs da D23 EXPO esta tarde, celebrando o próximo filme da Disney·Pixar, Procurando Dory. Com DeGeneres no palco, esta tarde, estavam Ed O’Neill (Modern Family), que faz a voz de Hank, um polvo briguento; Ty Burrell (Modern Family), voz de Bailey, uma baleia beluga mal-orientada; e Kaitlin Olson (Always Sunny in Philadelphia), que faz a voz de Destiny, um gentil tubarão-baleia. O diretor ganhador do Oscar® Andrew Stanton (Procurando Nemo, WALL•E) e a produtora Lindsey Collins (coprodutora de WALL•E) deram novos detalhes sobre a história inédita, que volta a reunir Dory e os amigos Nemo e Marlin em uma busca por respostas sobre seu passado. Do que ela consegue se lembrar? Quem são seus pais? E onde ela aprendeu a falar baleiês? Também com as vozes de Albert Brooks, Diane Keaton e Eugene Levy, Procurando Dory. da Disney·Pixar chega aos cinemas em 2016.

Celebração do 20º Aniversário de Toy Story
John Lasseter um dos três fundadores da Pixar, subiu ao palco com vários artistas e premiados cineastas, incluindo Pete Docter (Divertida Mente, Up – Altas Aventuras), Andrew Stanton (Procurando Nemo, WALL·E), Lee Unkrich (Coco, Toy Story 3), Josh Cooley (Carros 2, Ratatouille) e Galyn Susman (Toy Story 4, Toy Story OF TERROR! da ABC). Comemorando 20 anos desde que Toy Story transformou a indústria da animação e a arte de contar histórias, a equipe da Pixar recebeu o compositor icônico, duas vezes ganhador do Oscar® e colaborador da Pixar de longa data, Randy Newman, cujos créditos na Pixar incluem Toy Story, Vida de Inseto (A Bug’s Life), Toy Story 2, Monstros S.A. (Monsters, Inc) e Carros (Cars). Na celebração também estavam os escritores Rashida Jones e Will McCormack (Celeste e Jesse para Sempre), que fazem parte da equipe de Toy Story 4. Detalhes do retorno de Buzz e Woody à telona não foram revelados. Toy Story 4 será dirigido por Lasseter e produzido por Susman e tem lançamento marcado para 2017.


Publicado em Cine Notícia | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

A Dama Dourada

Década de 1980. Maria Altmann (Helen Mirren) é uma judia sobrevivente da Segunda Guerra Mundial que decide processar o governo austríaco para recuperar o quadro “Woman in Gold”, de Gustav Klimt – retrato de sua tia que foi roubado pelos nazistas durante a ocupação. Ela conta com a ajuda de um jovem advogado, inexperiente e idealista (Ryan Reynolds).
[Sinopse]

A Segunda Guerra Mundial é realmente uma fonte histórias inesgotável para o cinema. Seja pelo viés das trincheiras da guerra em si, dos campos de concentração, o pós-guerra e também pelo saqueamento brutal de obras de arte dos judeus. O assunto foi recentemente abordado no mediano “Caçadores de Obras Primas”, com uma equipe que se embrenha no front esperando estar um passo a frente dos nazistas e resgatar as tais obras-primas. Este é um filme de tribunal, entrecortado com flashes do inicio da perseguição nazista aos judeus.

Tem cara de telefilme, está indo razoavelmente bem nas bilheterias, mas acredito que se não fosse por intermédio dos irmãos Weinstein sequer alcançaria as salas de cinema, ficando restrito ao mercado de vídeo e OnDemand (NetFlix e afins). Na força deste mesmo lobby, não se assuste se Helen Mirren (sempre competente!) for indicada ao Oscar de melhor atriz por este filme.

Apesar do assunto “espinhoso”, é um filme leve, agradável, formatado como “draminha da semana” para as grandes massas, e não vai fundo nem na questão do Holocausto, nem da própria restituição de obras dos judeus. O assunto é sério, mas dá para passar na “Sessão da Tarde”.


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Missão Impossível – Nação Secreta

Ethan Hunt (Tom Cruise) descobre que o famoso Sindicato é real, e está tentando destruir o IMF. Mas como combater uma nação secreta, tão treinada e equipada quanto eles mesmos? O agente especial tem que contar com toda a ajuda disponível, incluindo de pessoas não muito confiáveis…
[Sinopse]

“Missão Impossível – Nação Secreta” é o quinto filme da franquia, que surgiu no cinema no inicio da década de 90, como uma alternativa a época de vacas magras da franquia 007 com Timothy Dalton. A formula de ação desenfreada, missões (quase!) impossíveis, charme, mulheres bonitas e locações por todo o globo, mimetizou a essência Bond de forma muito competente e teve na figura de Tom Cruise um excelente protagonista. Itens como mascaras de silicone, pen drives, agentes duplos foram adicionados para dar um tom exclusivo a série.

Eis que, depois do lançamento do primeiro filme MI, a franquia 007, já com Pierce Brosnan, se modernizou, agregou algumas características da própria serie de Cruise e ambas passaram a co-existir de forma prolifica fornecendo uma ótima opção de cinema de ação ao público.

Este “Nação Secreta” mantém o padrão de qualidade MI, com muita correria, belas locações, boa equipe coadjuvante, além de alívios cômicos na medida certa. O roteiro segue aquele esquema de agência abandonada e/ou clandestina versus sucessivos episódios de traição entre os agentes secretos.

Tom Cruise, com 53 anos fazendo estripulias de um menino de 20, e estúdio Paramount, cientes que a franquia é tabua de salvação para ambos, douram a pilula com muito bom gosto e entregam um filme a altura do esperado.


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Cine Humor – Se o Titanic Afundasse Hoje


Publicado em Cine Humor | Com a tag , , | Deixar um comentário

Quarteto Fantástico

Quatro adolescentes são conhecidos pela inteligência e pelas dificuldades de inserção social. Juntos, são enviados a uma missão perigosa em uma dimensão alternativa. Quando os planos falham, eles retornam à Terra com sérias alterações corporais. Munidos desses poderes especiais, eles se tornam o Senhor Fantástico (Miles Teller), a Mulher Invisível (Kate Mara), o Tocha Humana (Michael B. Jordan) e o Coisa (Jamie Bell). O grupo se une para proteger a humanidade do ataque do Doutor Destino (Toby Kebbell).
[SINOPSE]

Esse é mais um daqueles casos de filme de heróis da Marvel que não são produzidos pelos estúdios Marvel, no caso a Fox produz o filme, o que já acontecera com própria Fox (X-Men) e a Sony (Homem-Aranha de Tobey Maguire).  Em miúdos isso significa que a Marvel não tem o “controle criativo” sobre o filme. A própria Fox já tinha feito duas outras tentativas com tímido sucesso de bilheteria e qualidade questionável. Ainda há outro filme B produzido na década de noventa por Roger Corman que não foi sequer lançado comercialmente. Ou seja, os F4 ainda aguardavam o filme a altura das suas estórias nos quadrinhos.

Ao contrário dos dois filmes de Tim Story (2005 e 2007), que exploravam o quarteto como astros da mídia, desta feita eles em nenhum momento são referenciados como Quarteto Fantástico e sequer são chamados por seus nomes de super-heróis, uma decisão realmente intrigante. Como é um reboot da franquia, então tem-se que passar por todo processo de “filme de origem” o que toma boa parte do filme, ainda assim o filme inicia bem, mas vai perdendo força gradativamente até um final pífio. Não menos vergonhosa foi sua performance nas bilheterias, menos de 30 milhões de dólares no fim-de-semana de estréia, algo que só tinha acontecido com um outro fiasco dos filmes de super-heróis, “Besouro Verde”.

Não, definitivamente ainda não foi desta vez que “O Quarteto Fantástico” acertou nos cinemas, chego a pensar que esta versão “séria” é até inferior aos defenestrados filmes de Tim Story, que em última instância até divertiam. Concordo com Caio Costa do Blogcitário quando ele diz que “ficou parecendo que é um piloto estendido de uma série de TV e não um filme”. Uma pena, são heróis de um potencial incrível!


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Adam Sandler encontra Turma da Mônica


Publicado em Video | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Trailer – 007 contra Spectre

Uma mensagem enigmática do passado leva James Bond à uma missão secreta para a Cidade do México e, eventualmente, para Roma, onde ele conhece Lucia Sciarra (Monica Belluci), a bela e proibida viúva de um infame criminoso. Bond infiltra uma reunião secreta e descobre a existência da sinistra organização conhecida como SPECTRE. Enquanto isso, em Londres, Max Denbigh (Andrew Scott), o novo chefe do Centro para a Segurança Nacional, questiona as ações de Bond e desafia a relevância do MI6, liderado por M (Ralph Fiennes). Bond secretamente recruta Moneypenny (Naomie Harris) e Q (Ben Whishaw) para ajudá-lo a contatar Madeleine Swann (Léa Seydoux), a filha de seu antigo inimigo Mr. White (Jesper Christensen), que pode ter uma pista para desenbaraçar a teia de SPECTRE. Como a filha de um assassino, ela compreende Bond de uma maneira que a maioria dos outros não podem. Conforme Bond segue em busca do coração de SPECTRE, ele desvenda a arrepiante conexão entre ele e o inimigo que procura, interpretado por Christoph Waltz.
[Sinopse]

Estréia está prevista para 05 de novembro/2015 no Brasil.


Publicado em Trailer, Video | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Pôster – Missão Impossível

Paramount divulga cartazes estilizados de “Missão Impossível” em homenagem a franquia.

Na contagem regressiva para a chegada de “Missão:Impossível – Nação Secreta”, no dia 13 de agosto, aos cinemas brasileiros, a Paramount divulga cartazes que destacam cenas clássicas da franquia, que vai para o seu quinto filme. Em uma edição comemorativa dos filmes “Missão:Impossível”, os pôsteres mostram as cenas mais emblemáticas. Entre elas, estão a da primeira produção, de 1996, com o agente Ethan Hunt (Tom Cruise) descendo apoiado por apenas um cabo em uma sala cheia de alarmes até a que ele pega uma “carona” em um avião em plena decolagem, que poderá ser vista no novo filme.

Veja as cartazes estilizados dos outros filmes da franquia:


Publicado em Pôster | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário