Mostra Cinemulti Itacaré Ano II

Local e data: Itacar√©/BA, dias 17 a 21 de Abril ‚Äď Entrada Franca
blog: cinemulti 2015.bogspot.com.br
fanpage: facebook/cinemulti

Abram alas! O cinema voltou!

A cidade de Itacar√© orgulhosamente ser√° palco da segunda edi√ß√£o da Mostra Cinemulti. A Mostra de Cinema Multicultura que j√° foi sucesso em 2011, volta agora com a exibi√ß√£o de 50 curtas-metragens e cinco longas, al√©m de oficinas de capacita√ß√£o na √°rea de audiovisual e bate-papos com produtores, equipe t√©cnica e atores. A programa√ß√£o √© diversificada e voltada para o publico infantojuvenil e adulto. Entre os dias 17 e 21 de abril o cinema itinerante ocupar√° um espa√ßo p√ļblico em pontos diferentes da cidade, trazendo a s√©tima arte para enriquecer a vida de itacareenses e visitantes.

Os filmes apresentados s√£o produ√ß√Ķes nacionais, com um espa√ßo especial reservado para as produ√ß√Ķes baianas, todos escolhidos a dedo e focados em tem√°ticas como g√™nero, quest√Ķes etno-raciais, cultura regional entre outros.

Nesta edi√ß√£o a mostra traz novidades como aten√ß√£o √† acessibilidade, √† quest√£o ambiental e uma oficina de anima√ß√£o exclusiva para o p√ļblico infantil. Ser√£o ao todo tr√™s oficinas variadas ao longo dos cinco dias, contemplando ao todo 60 pessoas. As inscri√ß√Ķes ser√£o abertas a partir de mar√ßo e ser√£o gratuitas.

Repetindo o êxito da primeira edição, que contemplou três jovens da comunidade para a bolsa Aprendiz Cinemulti, a equipe Cinemulti Ano II selecionou, por meio de entrevista, três jovens da comunidade para integrar a equipe como bolsistas. Eles irão atuar juntamente com os profissionais da equipe técnica do projeto, fortalecendo seu aprendizado na área e possibilitando que aprendam na prática toda a produção do evento. Além de gerar experiência e conhecimento para o bolsista, um dos objetivos é garantir a própria continuidade da mostra. Atualmente temos duas pessoas na equipe técnica que foram aprendizes na edição anterior.


Publicado em Comunicado | Com a tag , , | Deixar um coment√°rio

Ponte Aérea

Bruno (Caio Blat) e Amanda (Leticia Colin) se conhecem durante um voo, que devido a uma tempestade tem seu trajeto desviado e faz um pouso de emerg√™ncia em Belo Horizonte, onde seus passageiros ir√£o passar a noite. Amanda √© uma jovem e bem-sucedida publicit√°ria, Bruno √© um artista pl√°stico talentoso mas que se recusa a amadurecer. Apesar de serem bem diferentes, os dois sentem uma atra√ß√£o inexplic√°vel um pelo outro e vivem um amor moment√Ęneo. [Sinopse]

Esse n√£o √© mais um filme da (duvidosa) safra que a Globo Filmes vem despejando aos montes nos cinemas (e depois no Telecine), ainda que sua diretora seja a respons√°vel por ‚ÄúMeu Passado Me Condena‚ÄĚ, n√£o por acaso um dos melhores do balaio. N√£o √© s√≥ aquele fiapo de roteiro rasteiro para desenvolver um filme no estilo ‚ÄúZorra Total‚ÄĚ.

O filme ‚Äúviaja‚ÄĚ (sic) pelas idiossincrasias do Rio de Janeiro e S√£o Paulo, baseado no romance de um improv√°vel casal: ela, paulista,¬†muderninha, hipster e workaholic, ele, carioca, desempregado, criativo e viajand√£o, que se unem bem naquele esquema de ‚Äúos opostos se atraem‚ÄĚ. E neste contexto yin-yang, clich√™s s√£o debatidos, m√°ximas s√£o desconstru√≠das, sob um belo olhar que foge dos cart√Ķes-postais tradicionais. O roteiro peca num ritmo as vezes acelerado (o primeiro encontro dos dois √© bem for√ßado) e outras vezes lento demais (o desfecho puxado no drama deixa o filme arrastado).¬†As cenas de sexo s√£o muito mais ousadas, e elegantes, do que o recente ‚Äú50 Tons de Cinza‚ÄĚ.

Talvez decepcione quem esperava apenas uma com√©dia-rom√Ęntica hollywoodiana, pois n√£o chega a ser nem mesmo a ser uma cl√°ssica¬†com√©dia-rom√Ęntica, mas vai agradar bastante quem gosta de um romance com doses de drama e tempero¬†bem Brasileiros.


Publicado em Sem categoria | Com a tag , , , , | Deixar um coment√°rio

Cinderela

 

Ap√≥s a tr√°gica e inesperada morte do seu pai, Ella (Lily James) fica √† merc√™ da sua terr√≠vel madrasta, Lady Tremaine (Cate Blanchett), e suas filhas Anastasia e Drisella. A jovem ganha o apelido de Cinderela e √© obrigada a trabalhar como empregada na sua pr√≥pria casa, mas continua otimista com a vida. Passeando na floresta, ela se encanta por um corajoso estranho (Richard Madden), sem desconfiar que ele √© o pr√≠ncipe do castelo. Cinderela recebe um convite para o grande baile e acredita que pode voltar a encontrar sua alma g√™mea, mas seus planos v√£o por √°gua abaixo quando a madrasta m√° rasga seu vestido. Agora, ser√° preciso uma fada madrinha (Helena Bonham Carter) para mudar o seu destino…¬†[Sinopse]

Seguindo a onda de vers√Ķes “live action” de cl√°ssicos da anima√ß√£o, no rastro do mega-sucesso “Mal√©vola”,¬†sepultando as cantorias, talvez influenciado pelo fracasso de “Caminhos da Floresta”,¬†chega esta √≥tima adapta√ß√£o “Cinderela”.

O filme sempre foi tratado com muito carinho por Walt Disney, afinal¬†foi ele¬†que, em 1950, resgatou os est√ļdios Disney das vacas magras do p√≥s-guerra, abrindo caminho para a constru√ß√£o do seu primeiro parque na Calif√≥rnia, a “Disneylandia”.

Sou a favor que, de tempos em tempos, principalmente quando h√° tamanho salto em aspectos t√©cnicos, um cl√°ssico seja modernizado para melhor aceita√ß√£o as novas gera√ß√Ķes.¬†Recentemente coloquei meus filhos para assistirem “Branca de Neve” e… todos sa√≠ram da sala com 20 minutos. O¬†timing hoje em dia √© outro!

Dire√ß√£o de arte primorosa, figurinos impec√°veis, fotografia viva (nada de marrons e cinzas na idade m√©dia!), com os animais (reais!) em perfeita “atua√ß√£o”, o filme √© um primor t√©cnico regido brilhantemente pelo diretor¬†Kenneth Branagh, que n√£o inventa novidades desnecess√°rias, mantendo o espirito “Pollyana” do cl√°ssico dos anos 50.¬†E, por ultimo mas nao menos importante, temos a impec√°vel interpreta√ß√£o de Cate Blanchet como a madrasta m√°.

Cada qual no seu cada qual, ambos (live action e clássico da animação) são de ótima qualidade e triunfam no quesito agradar a pais e filhos, meninos e meninas, atemporalmente.


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , | Deixar um coment√°rio

“O Exterminador do Futuro: G√™nesis” ganha cartaz animado com Schwarzenegger

Paramount divulga cartaz animado de ‚ÄúO Exterminador do Futuro: G√™nesis‚ÄĚ com Arnold Schwarzenegger. Previsto para estrear no Brasil dia 2 de julho de 2015, o longa √© dirigido por Alan Taylor e marca a volta de Schwarzenegger √† franquia. O elenco de ‚ÄúO Exterminador do Futuro: G√™nesis‚ÄĚ tamb√©m conta com Jason Clarke (“O Grande Gatsby‚ÄĚ, “A Hora Mais Escura”), Emilia Clarke (s√©rie “Game of Thrones”), Jai Courtney (“Divergente‚ÄĚ, ‚ÄúJack Reacher ‚Äď O √öltimo Tiro‚ÄĚ), J.K. Simmons (“Whiplash ‚Äď Em Busca da Perfei√ß√£o”), Dayo Okeniyi (“Jogos Vorazes‚ÄĚ) e Byung Hun Lee (“Red 2 ‚Äď Aposentados e Ainda Mais Perigosos‚ÄĚ).

A franquia “O Exterminador do Futuro‚ÄĚ foi lan√ßada em 1984 com Schwarzenegger interpretando o personagem principal e teve tr√™s filmes na sequ√™ncia, que arrecadaram mais de US$ 1 bilh√£o em bilheterias de todo o mundo.

O filme estreia dia 2 de julho no Brasil


Publicado em Cine Not√≠cia, P√īster, Video | Com a tag , , , , | Deixar um coment√°rio

Kingsman: Serviço Secreto

Eggsy é um jovem com problemas de disciplina que parece perto de se tornar um criminoso. Determinado dia, ele entra em contato com Harry, que lhe apresenta à agência de espionagem Kingsman. O jovem se une a um time de recrutas em busca de uma vaga na agência. Ao mesmo tempo, Harry tenta impedir a ascensão do vilão Valentine. Adaptação da série de quadrinhos criada por Mark Millar e Dave Gibbons.
[Sinopse]

O filme, baseado numa <em>graphic novel </em>independente (leia-se nem Marvel, nem DC), √© uma homenagem c√īmica aos filmes de 007, seguindo linha outros filmes de Matthew Vaughn como “Kick-Ass” e os filmes Guy Ritchie, onde atuava como produtor. Reza a lenda que Vaughn (X-Men: Primeira Classe), desistiu de “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”, por este projeto, justamente por ser mais autoral e menos engessado que a franquia X-Men.

O novato protagonista Taron Egerton, uma vers√£o teen do mega astro do futebol Cristiano Ronaldo, encaixa bem no papel, com um bom tipo f√≠sico mesclado a uma personalidade marrenta, t√≠pica de adolescentes. Encarado inicialmente como um potencial “miscasting” (m√° escala√ß√£o para um papel), Colin Firth √© uma grata surpresa como um competente agente secreto.

Achei o filme desproporcionalmente violento, completamente fora do contexto, ainda mais se tratando de um filme teen. Muitos tiro na cabeça, selvageria, degradação, e novamente digo, tudo fora de contexto, pois filmes de espião não tem essa pegada ultra violenta. Destoa.

Encarado como uma par√≥dia, em forma de homenagem aos filmes de 007, consegue ser um filme OK. A cr√≠tica adorou, acredito que mais pela novidade, do que pelo o filme em si, mas n√£o sei se o p√ļblico em geral, vai ter o mesmo entusiasmo.

ps. aviso aos cinéfilos, tem cenas pós-créditos, por sinal, muito bacana!


Publicado em Resenhas, Trailer | Com a tag , , , , | Deixar um coment√°rio

Lista Top 10 – Golpistas

1. Golpe de Mestre
2. Onze Homens e um Segredo
3. Nove Rainhas
4. Uma Saída de Mestre
5. Os Suspeitos
6. Prenda-me Se For Capaz
7. Os Vigaristas
8. A Cartada Final
9. Os Imorais
10. O Caminho Para El Dorado


Publicado em Listas Top 10 | Com a tag , , , , , , , , , , | 1 coment√°rio

Golpe Duplo

Nicky (Will Smith) √© um golpista que se envolve com Jess (Margot Robbie), uma vigarista novata. Ele resolve se afastar quando a mulher se aproxima demais. Tr√™s anos mais tarde, Nicky fica balan√ßado quando a reencontra em Buenos Aires. Ambos est√£o na cidade para preparar o seu pr√≥prio ‚Äď mas igualmente elaborado ‚Äď golpe, ambos visando o mesmo bilion√°rio, que √© propriet√°rio de uma equipe de corrida.
[Sinopse]

O filme come√ßa nos lembrando que para o golpista tudo se resume a maneira de desvirtuar o foco (Focus √© o titulo original do filme) de suas vitimas para que se preocupem com algo, e deixem caminho livre para o real objetivo do ilusionista. √Č mais um filme do sub-g√™nero de golpistas (con movies), onde n√£o se pode confiar em ningu√©m e se tem muitos¬†twists, as reviravoltas na trama. Estreou com “fama” de ter destronado “50 Tons de Cinza” do topo da bilheteria, mas ficou s√≥ nisso, estacionando nos U$ 40 mi, o que pode ser considerado um fracasso.

Will Smith est√° perfeito no papel, suas j√° conhecida eloqu√™ncia e jogo de cintura encaixam perfeitamente na figura do malandro classudo. Como o filme n√£o foi bem comercialmente, vai ter que¬†ligar a luz amarela e recolocar a carreira de intoc√°vel nos rumos. Seu par rom√Ęntico (ou seria desvio de foco?) √© a (quase) novata Margot Robbie, uma s√≥sia de Sofia Vergara, mais jovem e t√£o sensual quanto, de longe a melhor surpresa do filme.¬†A dupla de diretores Glenn Ficarra e John Requa (respons√°vel pelo tamb√©m “O Golpista do Ano”), empresta ao filme um DNA de “Os Vigaristas” (2003) com um tratamento est√©tico de “Aposta M√°xima” (2013).

O final, um twist (claro!), é um tanto quanto exagerado, beirando novela mexicana, o que deixa ainda mais a sensação de um filme irregular, que tem seus bons momentos (principalmente por Margot Robbie) mas que nunca decola de verdade.


Publicado em Resenhas, Trailer | Com a tag , , , | Deixar um coment√°rio

50 Tons de Cinza

Anastasia Steele (Dakota Johnson) é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Uma dia ela deve entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso magnata Christian Grey (Jamie Dornan). Nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, Anastasia conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico Grey.
[Sinopse]

Convenhamos, √© uma tarefa √°rdua fazer um filme para massas, nos Estados Unidos, focado prioritariamente¬†no tema sexo, de que se espere a bilheteria de um blockbuster. O pessoal ianque tem um monte de quest√Ķes e n√£o-me-toques em rela√ß√£o ao assunto que praticamente inviabilizam a tarefa acima.

√Č mais um produto de consumo r√°pido como tantos outros que tem aparecido cada vez mais na programa√ß√£o, n√£o √© nenhum tratado sobre romance ou sexo. Nasceu de um best seller da literatura, mas de caracter√≠stica bem novelesca e rasteira, tocando num ponto pouco explorado, focando num nicho bem amplo e sedento por novidades.¬†N√£o deixa de ser uma varia√ß√£o das cl√°ssicas com√©dias rom√Ęnticas, uma reimagina√ß√£o da princesa que encontra seu pr√≠ncipe encantado, s√≥ que ele tem alguns gostos, digamos, peculiares.

O filme tem¬†diferen√ßas em rela√ß√£o ao livro, algumas inerentes da pr√≥pria transposi√ß√£o para cinema, outras relacionadas a p√ļblico-alvo e classifica√ß√£o de censura do filme.¬†Tem um Cristian atenuado na domina√ß√£o f√≠sica e psicol√≥gica, muito mal escalado e interpretado por uma ator que as mulheres n√£o acham t√£o foda, e os homens acham um coxinha, e ainda que a Anastasia do filme seja bem menos relutante quanto do livro, est√° bem mais fiel ao romance. No geral, ainda que¬†bem adaptado, o filme¬†n√£o funciona t√£o bem como o livro, em que o¬†poder da sugest√£o cria perfeitamente a situa√ß√£o idealizada por cada leitor,¬†o que o filme j√° entrega (mal) empacotado.

Quando vejo¬†um certo senhor de 70 anos, que assistiu 3 filmes em 3 d√©cadas (Gandhi em 82, Titanic em 97 e Getulio em 2014) me perguntar sobre o filme, tenho a medida exata¬†do porqu√™ ele esta sendo (exageradamente) malhado. Deixou de ser um mero filme, √© um assunto, extrapolou o cinema. Goste ou n√£o goste do tema tem que se “estar por dentro”. N√£o, n√£o √© nenhum filma√ßo (longe disso),¬†mas tamb√©m n√£o √© essa bomba que falam.


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , , | 5 coment√°rios

Cora√ß√Ķes de Ferro

Durante o final da Segunda Guerra Mundial, um grupo de cinco soldados americanos é encarregado de atacar os nazistas dentro da própria Alemanha. Apesar de estarem em quantidade inferior e terem poucas armas, eles são liderados pelo enfurecido Wardaddy (Brad Pitt), sargento que pretende levá-los à vitória, enquanto ensina o novato Norman (Logan Lerman) a lutar.
[Sinopse]

O diretor David Ayer, roteirista especializado em bairros barra pesada de Los Angeles, sempre teve uma boa dose de f√ļria em todos os projetos que esteve envolvido, casos de ‚ÄúOs Reis da Rua‚ÄĚ, ‚ÄúDia de Treinamento‚ÄĚ e ‚ÄúVelozes e Furiosos‚ÄĚ, n√£o deixa essa sua marca passar inc√≥lume justamente num filme de guerra. Brad Pitt est√° no modo canastr√£o, exatamente como seu ‚Äúpar√ßa‚ÄĚ George Clooney havia estado em ‚ÄúCa√ßadores de Monumentos‚ÄĚ, faz caras e bocas, tem umas cicatrizes para dar uma cara de soldado ao Baby Johnson, mas √© somente isso. Alias, n√£o h√° um destaque na atua√ß√£o de nenhum dos cinco integrantes do tanque Fury.

O filme √© um sub-produto de ‚ÄúBastardos Ingl√≥rios‚ÄĚ, com texto bacana, momentos que mesclam ternura e tens√£o (tal qual a cena do bar do filme de Tarantino), competentes cenas de a√ß√£o, mas, de fato, n√£o h√° nada de novo a acrescentar ao g√™nero. Outro problema do filme √© ser baseado numa premissa fraca, apesar de bem contada, ficando dif√≠cil ‚Äúcomprar‚ÄĚ a ideia de um tanque de guerra mequetrefe e sua equipe mambembe fa√ßam tanto estrago na m√°quina de guerra Alem√£.

√Č um filme apenas OK, n√£o agride, n√£o √© ruim (um pouco longo demais!), mas tinha um hype muito maior do que de fato apresentou. Fica aquela sensa√ß√£o de ‚Äúesperava mais‚Äú.


Publicado em Resenhas, Trailer, Video | Com a tag , , , | Deixar um coment√°rio

Dublando 100 Personagens em 4 Minutos


Publicado em Cine Humor, Video | Com a tag , | Deixar um coment√°rio