Menu Lateral ibahia ibahia.com
iBahia > mundo gfm > geração gfm
Whatsapp Whatsapp
Geração GFM

Talento de família: Nara Gil fala sobre carreira e relação com o pai

Em entrevista a Thiago Mastroianni, atriz e cantora, filha de Gilberto Gil, relembrou trabalhos como "Armação Ilimitada", sucesso nos anos 80

Da Redação • 26/11/2023 às 20:01 • Atualizada em 27/11/2023 às 10:12 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

O episódio 75 do Geração GFM recebeu a atriz e cantora Nara Gil, neste domingo (26). No podcast comandado por Thiago Mastroianni, transmitido na GFM 90,1 e no YouTube, a artista, filha do lendário Gilberto Gil, relembrou a época em que participava do seriado "Armação Ilimitada", na Rede Globo.


				
					Talento de família: Nara Gil fala sobre carreira e relação com o pai
Foto: Reprodução/YouTube

Segundo Nara Gil, o convite para viver a personagem DJ Black Boy veio após uma sugestão de Lidoka, integrante do grupo As Frenéticas. "O [jornalista e produtor] Nelson Motta concordou e me chamou para fazer o teste, eu tinha 18 anos na época. Eu fui fazer o teste, eles me 'brifaram', quando eu comecei a falar gesticulando de uma forma bem Gilberto Gil, botei uma voz rasgada, porque eles tinham dito pra ser uma coisa meio Grace Jones, aí eles falaram 'tá ótima'", contou.

Leia mais:

Nara Gil ainda ressaltou a "modernidade" do seriado, exibido entre 1985 e 1988, dirigido por Guel Arraes e criado por Kadu Moliterno, André de Biase e Daniel Filho. "Para a televisão na época, era inédito [o "trisal" formado pelos protagonistas Juba, Lula e Zelda Scott]. Os roteiristas tinham uma coisa genial de improviso, quando não conseguiam gravar alguma coisa, falavam para a câmera 'olha, não vai dar', e aquilo ficava no programa", disse.

A infância nos anos de chumbo


				
					Talento de família: Nara Gil fala sobre carreira e relação com o pai
Foto: Reprodução/YouTube

Nara também contou histórias dos primeiros anos de sua vida. Filha de Gil com a primeira esposa, a professora universitária Belina de Aguiar, a artista viveu na Bahia até a adolescência e classificou como "intensos" os anos vividos no Rio de Janeiro.

"O começo da minha infância foi meio conturbado, porque meu pai foi pro exílio, minha mãe foi fazer faculdade, eu e minha irmã Marília moramos em Vitória da Conquista, com meus avós paternos. Quando minha mãe se formou, fomos pro Rio de Janeiro com ela, mas não dava para ela ficar sozinha lá com duas filhas. Então voltamos para Salvador em 1974, passei a infância toda aqui. (...) Eu fui para o Rio na época em que meu pai se separou da Sandra Gadelha, tanto que fiquei quase um mês morando na casa do Caetano Veloso e da Dedé", contou.

Nara Gil ainda relatou episódios da convivência com o pai, revelou qual a sua música favorita da obra dele e falou sobre o trabalho do trio Gilsons, formado pelo seu irmão, José Gil, com seu filho João e seu sobrinho Francisco: "A música é um negócio complicadinho, tá no sangue".

Assista o Geração GFM com Nara Gil:

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM GERAÇÃO GFM :

Ver mais em Geração GFM