Bahia

Suspeito de 150 mortes na Bahia é preso com a companheira

Willian Santos Alves, 36 anos, o 'Nem Bomba', liderava uma facção que atuava na região Sudoeste, com presença em Vitória da Conquista

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
Uma ação conjunta das polícias da Bahia, de Pernambuco e do Espírito Santo capturou, na tarde do último sábado (1º), um dos cinco maiores traficantes do estado baiano. Willian Santos Alves, 36 anos, o 'Nem Bomba', liderava uma facção que atuava, na região Sudoeste, com presença maior em Vitória da Conquista. 
Acompanhado desde a semana passada, quando se escondia, no Espírito Santo, Nem Bomba e a sua esposa, Jaqueline da Silva Carvalho, 24, foram alcançados, na cidade pernambucana de Vitória de Santo Antão. Ambos tinham mandados de prisões expedidos.
(Foto: Divulgação / SSP)
As investigações apontam que Nem Bomba é autor direto e indireto de pelo menos 150 homicídios, nos últimos cinco anos em Vitória da Conquista e região. Líder de uma quadrilha de tráfico de drogas, reponsável também por roubos a bancos, ele foi preso em 2013 e saiu em 2016 para responder em liberdade provisória. 
Desde que ganhou a liberdade, Nem Bomba permaneceu determinando as ações da facção e se escondendo em outros estados. Em maio deste ano ele roubou R$ 400 mil de um carro-forte, no Shopping Vila Velha, no Espírito Santo. "Menos duas lideranças impunes", afirma o secrtário de Segurança Pública, Maurício Barbosa.
Com mandados na Bahia e no Espírito Santo, o destino de Nem Bomba será definido pelas secretarias da Segurança Pública dos dois estados.