Polícia investiga desaparecimento da imagem de Santa Bárbara da Fonte Milagrosa de São Félix, na Bahia


Foto: TV Bahia

O município de São Felix, no Recôncavo Baiano, a 118km de Salvador, vive um grande mistério com o sumiço da imagem de Santa Bárbara, padroeira da cidade, da Fonte Milagrosa, localizada na Ladeira do Milagre.

A polícia investiga o desaparecimento da imagem, que de acordo com os moradores e devotos da Santa, sumiu no dia 6 de agosto.

Em nota, a Delegacia Territorial (DT) de São Félix informou que o desaparecimento foi registrado por religiosos no dia 7 de agosto, e que um inquérito foi aberto para investigar o ocorrido.

“Algumas testemunhas foram ouvidas e diligências são realizadas para tentar identificar o autor do furto, bem como o objeto subtraído”.

Foto: TV Bahia

Segundo os moradores da cidade, as pessoas que roubaram a imagem utilizaram um pé de cabra para retirar o vidro onde ficava a imagem.

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia, alguns devotos que são cuidadores da Santa na cidade, reforçaram o pedido de devolução da imagem.

“Encabeçamos alguns movimentos, temos feitos caminhadas. O nosso apelo é que talvez sensibilize essas pessoas que pegaram a Santa”, disse a devota Lucineide à repórter Adriana Oliveira.

Segundo uma das devotas, Elba, que também conversou com a repórter, já foram feitas doações de novas imagens para a cidade.

“A gente já tem doações (de imagens). A gente já aceitou uma, no caso da Santa não aparecer, em breve estaremos com uma nova imagem. Mas de verdade, trazer essa de volta, é provar de que espaços como esse tem que permanecer preservados. Isso aqui não é local de vandalismo, nem de roubo”.

Sobre a tradição de Santa Bárbara em São Félix

A Santa, protetora contra raios, trovões, tempestades e mortes repentinas, é considerada padroeira da cidade, que há mais de trezentos anos celebra a data com uma grande festa no município com duração de uma semana.

Em 2008, a festa que acontece no dia 4 de dezembro e também é realizada em Salvador, no Centro Histórico da cidade, foi reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) como patrimônio imaterial da Bahia.

Leia mais sobre Bahia em iBahia.com e siga o portal no Google Notícias

Veja também: