Brasil

Auxiliar do IML é denunciado por violar corpo de mulher

O caso ocorreu na madrugada do dia 24 de novembro

Agência O Globo

Um auxiliar de necropsia do Instituto Médico Legal de Manaus, no Amazonas, foi demitido e será investigado por suspeita de violar o cadáver de uma mulher. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP-AM), ele foi flagrado "arrumando as calças enquanto descia subitamente de uma mesa de necropsia onde havia um cadáver do sexo feminino". O caso ocorreu na madrugada do dia 24 de novembro.

Foto:Reprodução

Um auxiliar administrativo também foi demitido por "faltas funcionais graves durante o plantão". Segundo funcionários, ele e o suspeito de necrofilia deixaram o expediente no dia 23 de novembro para assistir ao jogo final da Copa Libertadores e retornaram para o trabalho embriagados.

O inquérito foi aberto pelo Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC) e o caso é investigado pelo 27º Distrito Integrado de Polícia Civil (DIP). O ex-funcionário deve responder por vilipêndio de cadáver, que prevê pena de um a três anos de prisão e multa.