Brasil

Homem mata amigo após confundi-lo com javali

Em depoimento, autor do disparo disse que eles combinaram de caçar animal que circulava na região

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem, identificado como Paulo César da Silva, de 43 anos, foi morto no último domingo (2) durante uma caçada com um amigo na cidade de Itanhandu (MG). A morte foi causada por um tiro disparado pelo amigo, que assumiu a autoria, mas disse que atirou por confundir a vítima com um javali. As informações são do UOL.

O suspeito foi preso em flagrante. Ele disse que ainda tentou socorrer a vítima, mas teve dificuldades pelo fato dos dois estarem em mata fechada. Ele então voltou à sede da fazenda onde eles estavam e pediu para chamarem a polícia. O suspeito disse que combinou com Paulo de ir caçar um javali que rondava a área.

Na caça, os dois viram o animal e Paulo deu o primeiro tiro. O suspeito disse no depoimento, segundo o UOL, que pensou que viu o animal correndo e atirou, mas ouviu um grito e percebeu que atingiu o amigo.

No momento do ocorrido, Paulo portava uma espingarda calibre 28, e o suspeito uma calibre 32. A arma foi entregue à polícia junto com cartuchos.