Brasil

Mulher dá à luz durante coma induzido causado pela covid-19

Danúbia só soube que a filha Maria Luiza nasceu dias após o parto

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A advogada Danúbia Leida, de 38 anos, teve um início de maternidade diferente e bem delicado. Ela estava em coma induzido por conta de complicações da covid-19 e deu à luz durante esse período. Com isso, ela só pôde conhecer a filha, Maria Luíza, 17 dias depois. O caso aconteceu na cidade de Maravilha (SC), segundo informações do G1 SC.

"Quando acordei do coma, a primeira coisa que fiz foi colocar a mão na minha barriga. Eu não sabia onde estava, não sabia o que tinha acontecido e pensei que tinha perdido o bebê. Não me recordava da cesárea. Depois que saí literalmente do coma, foi feito uma chamada de vídeo e pude vê-la (a filha)", relembra ela.

O nascimento de Maria Luiza aconteceu no ano passado. Atualmente ela está com quatro meses e já não tem nenhum problema de saúde, assim como Danúbia. Durante esse mês, a mãe fez um post de agradecimento aos profissionais de saúde que cuidaram dela nesse período.

O parto aconteceu após autorização do marido, que também contraiu a doença. Danúbia disse que não se lembra de detalhes do período, apenas relata o que as pessoas contam a ela sobre esse momento.