Brasil

Odebrecht realiza seminário para 180 líderes da empresa

Encontrou contou com a presença de Emílio Odebrecht, presidente do Conselho de Administração da empresa

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O empresário Emílio Odebrecht, presidente do Conselho de Administração da Odebrecht S.A., afirmou na manhã desta terça-feira (24), durante a abertura de um seminário com 180 líderes de sua empresa, que a insegurança jurídica que atinge as empresas que firmaram acordos de Leniência é causada, no fundo, entre outros motivos, por uma injustificável disputa de poder entre instituições do governo.

“Além de impedir o retorno das operações plenas das empresas e ignorar a contribuição que elas podem dar para a retomada do crescimento econômico, esse conflito coloca em dúvida os instrumentos de leniência e de colaboração com a Justiça”, afirmou Emílio. Esse embate, na opinião do gestor, “enfraquece e até mesmo paralisa as ações que essas empresas poderiam promover para estimular as mudanças estruturantes necessárias”.

“A essência desses acordos”, acrescentou, “é permitir que as empresas voltem a operar plenamente com o mercado de um modo geral, e com entidades governamentais, gerando novas oportunidades de trabalho e de renda para a população. O Brasil precisa voltar a crescer”.

Emílio lembrou que, nos últimos três anos, o país teve uma perda acumulada do PIB de mais de 7 pontos percentuais. “O nosso país teve a maior perda de PIB per capita dos últimos 120 anos. O Brasil precisa voltar a gerar oportunidades de trabalho. Há mais de 13 milhões de desempregados no nosso país. São os nossos jovens que, principalmente, estão procurando trabalho”, afirmou.

Competição com ética

O seminário com os 180 líderes da Odebrecht está sendo realizado em um hotel em São Paulo. É o segundo seminário dessa natureza promovido pelo grupo desde o envolvimento com a Lava Jato. Do seminário do ano passado, saiu um documento chamado “Compromisso da Odebrecht para Atuação Ética, Íntegra e Transparente”.

No seminário desta terça-feira, estão sendo discutidos dois temas: a mudança do papel das empresas na sociedade (os principais fatores e implicações para o sucesso empresarial no longo prazo) e a competição com ética, integridade, e transparência em ambientes desafiadores.