Brasil

Pai de Neymar diz ser contra de criação de 'lei Neymar da Penha'

Na postagem, Neymar da Silva Santos agradeceu a "boa intenção" da iniciativa do projeto de lei

Agência O Globo

O pai do atacante Neymar disse nesta sexta-feira, em sua conta no Instagram, ser contra o projeto de lei apelidado por internautas como "lei Neymar da Penha", protocolado na quinta-feira (6) pelo deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ) e que pretende agravar a pena de denúncias caluniosas de crimes contra a dignidade sexual.

Na postagem, Neymar da Silva Santos agradeceu a "boa intenção" da iniciativa do projeto de lei, mas ressaltou que seu único desejo no momento é provar a inocência do filho, acusado de estupro pela modelo Najla Trindade.


Ainda no texto, o pai do atacante do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira frisou que considera a "defesa dos direitos das mulheres e as leis que as protegem fundamentais", e disse que se um dia um projeto de lei for criado em nome de Neymar, que seja relacionado à "valorização do esporte".

Confira o texto na íntegra:
"Agradecemos imensamente o apoio de todos e compreendemos a boa intenção da iniciativa de projeto de lei. Mas, a única coisa que queremos nesse momento é justiça. Ver uma lei ser feita em nome do meu filho, por conta desse lamentável episódio, não me deixa nada feliz.

Ao contrário: meu filho quer apenas a verdade e a paz de volta. As mulheres conseguiram prosperar muito até agora e consideramos a defesa dos direitos das mulheres e as leis que as protegem como fundamentais, a exemplo da Lei Maria da Penha. Assim como também entendemos como importantes as leis que protegem as pessoas de acusações indevidas. Mas, isso não pode ser confundido com o caso do meu filho.

A única coisa que queremos, no momento, é provar a verdade desse caso, a inocência dele. Se um dia for feita uma lei em seu nome, que seja pela valorização do esporte, pois o futebol é o que move sua vida e a razão pela qual ele é conhecido", escreveu Neymar da Silva Santos.

Nesta quinta-feira, Neymar Jr. prestou depoimento na noite desta quinta-feira, na Cidade da Polícia, no Rio.O atacante, cujo depoimento durou um pouco menos de 1 hora, é investigado por ter divulgado fotos íntimas de Najila Trindade. Cortado da seleção brasileira após sofrer entorse no tornozelo direito na partida contra o Qatar, o atacante limitou-se agradecer o carinho de fãs e amigos na saída da delegacia.

IRMÃ POSTA MENSAGEM DE APOIO
Também na noite desta quinta-feira, a irmã de Neymar, Rafaella Santos, postou uma mensagem de apoio ao atacante. No texto, Rafaella disse que quer ver o atacante voltar a sorrir, embora saiba que "agora não vai ser possível".

"Eu queria que você soubesse que eu sempre vou estar aqui, por você e com você. E que você sempre terá o meu ombro, assim como você me ofereceu o seu tantas vezes. E que mesmo que pareça que ninguém no mundo se importa, eu me importo, porque quero o seu bem e a sua felicidade acima de qualquer outra coisa. Porque você é essencial pra mim.

Eu te quero sorrindo meu anjo, mas sei que sorrir agora não vai ser possível e que não vale a pena forçar sorrisos. Por isso chore todas as vezes que sentir vontade e saiba que você tem o meu colo e o meu abraço à sua disposição. E não esqueça que mesmo longe, eu tô aqui pra enxugar cada uma das suas lágrimas. E que vou continuar na expectativa de te ver sorrir com sinceridade outra vez. Eu amo você", escreveu Rafaella.