Brasil

Polícia pede mais 30 dias para concluir denúncia contra Neymar

Jogador nega as acusações e diz que houve sexo consensual

Agência O Globo

A Polícia Civil de São Paulo pediu mais tempo para concluir a inquérito sobre acusação de estupro contra Neymar. A informação foi confirmada nesta terça-feira por delegados envolvidos na investigação. O prazo inicial para a conclusão da investigação se esgotou nesta segunda-feira e foram pedidos mais 30 dias.

Segundo a polícia, foi solicitado mais prazo para que se consiga obter acesso a imagens de segurança disponibilizadas pelo hotel em Paris onde Neymar e a modelo Najila Trindade Mendes de Souza se hospedaram. A modelo acusou Neymar de estupro em 31 de maio, após viajar à capital francesa para se encontrar com o jogador. Ele nega as acusações e diz que houve sexo consensual.

Foto: reprodução / Instagram
Por enquanto, não houve esclarecimento sobre o conteúdo das imagens, mas a intenção é que elas ajudem os investigadores a esclarecer alguns pontos centrais dos discursos divergentes de Neymar e Najila, como o grau de embriaguez ao chegar ao hotel para encontrá-la. Neymar é alvo de outra investigação, também no Brasil, por ter transmitido, em uma rede social, fotos intimas de Najila Trindade. O jogador já prestou depoimento no Rio de Janeiro sobre o seu comportamento nas redes.

Um outro vídeo que teria sido feito no dia seguinte ao suposto estupro dentro do quarto do hotel foi divulgado e mostra Najila agredindo Neymar, e já está com a polícia do Brasil.