Brasil

Transexual 'crucificada' na Parada Gay processa Facebook

Atriz exige que rede social identifique usuários que tem feito publicações ofensivas contra ela

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
Transexual Viviany Beleboni vestida de Jesus Cristo em Parada Gay. (Foto: Reprodução/ Facebook)

A transexual Viviany Beleboni, que foi "crucificada" durante Parada Gay de São Pulo deste ano, entrou na Justiça com processo contra o Facebook. Ela exige que a rede social identifique os usuários que tem publicado montagens de fotos dela em meio a imagens de sexo. Além disso, segundo o site 'G1 São Paulo', ela também abriu sete processos em que pede indenização por danos morais.A advogada da atriz, Cristiane Leandro de Novais, afirma que, por causa das imagens após a Parada, sua cliente tem sido reconhecida e sofrido agressões verbais ao frequentar lojas. Ela também conta que recebeu ameaças de morte por rede social e ligações.Entre as pessoas que devem ser acionadas estão o senador Magno Malta (PR-ES) e o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP)."Crucificada" em São Paulo
Viviany Beleboni aceitou sair como Jesus Cristo como um protesto na 19ª Parada do Orgulho LGBT, em São Paulo, no dia 7 de junho. Com a modelo "crucificada" em cima de um carro, a organização do evento e a transex recebeu grande quantidades de reclamações.