Mundo

Acusado de assédio, Morgan Freeman divulga pedido de desculpas

Reportagem da CNN ouviu 16 mulheres, das quais oito seriam vítimas

Agência O Globo


Após ser acusado de assédio sexual e comportamento inadequado em uma reportagem da CNN, Morgan Freeman divulgou um pedido de desculpas. "Quem me conhece ou trabalhou comigo sabe que não sou alguém que ofenderia intencionalmente ou faria qualquer pessoa se sentir desconfortável", diz o comunicado. "Eu peço desculpas a todos que se sentiram desconfortáveis ou desrespeitados - nunca foi a minha intenção."

Dezesseis mulheres acusaram Morgan Freeman de assédio sexual e comportamento inapropriado, de acordo com a reportagem da CNN. Oito delas seriam vítimas, e as outras oito testemunhas da suposta má conduta do ator.

A Screen Actors Guild - American Federation of Television and Radio Artists (SAG-AFTRA), sindicato de atores que representa mais de 160 mil trabalhadores, emitiu comunicado dizendo que está "revisando as alegações de assédio sexual" contra o ator e que pode tomar medidas corretivas contra ele. No início do ano, ele foi homenageado pela instituição com o Life Achievement Award, um prêmio por sua carreira.

Foto: Divulgação
A jornalista Chloe Melas, que assina a reportagem da CNN com An Phung, é uma das pessoas que sofreram assédio de Freeman e que contam sua versão da história. Melas diz que o ator a teria assediado mais de um ano atrás, quando ela o entrevistou durante uma turnê de imprensa (também conhecida como junket) do filme "Despedida em grande estilo" (2017).

Segundo a repórter da CNN, Morgan fez observações desagradáveis sobre a sua gravidez enquanto a cumprimentava em uma sala cheia de gente -- incluindo os atores Alan Arkin e Michael Caine. "Como eu queria estar aí dentro", teria dito ele, no momento em que segurava a mão dela. As câmeras gravaram apenas uma das observações.

Em outro caso, uma assistente de produção que trabalhara no set de "Despedida em grande estilo" alegou que Freeman a tocava sem que ela permitisse e fazia comentários sobre seu corpo de forma habitual. Ela disse que o ator colocava a mão na parte de baixo das suas costas e, uma vez, tentou puxar a sua saia para ver se estava usando calcinha.

"Sabíamos que, quando ele vinha para o set, não deveríamos usar blusas apertadas e com decote, nem usar nada que mostrasse nossas nádegas. Ou seja, nada que fosse justo.", disse ela.