Economia

Bolsonaro edita MPs com ajuda a estados e municípios e promete sancionar auxílio de R$ 600

Serão três medidas provisórias para ajudar no combate ao coronavírus

Daniel Gullino e Gustavo Maia, da Agência O Globo
- Atualizada em

O presidente Jair Bolsonaro anuncia nesta quarta-feira (1º), em pronunciamento no Palácio do Planalto, a edição de três medidas provisórias (MPs) para ampliar as ações de combate à pandemia do novo coronavírus.

Entre as medidas está a concessão de crédito no valor de R$16 bilhões a estados e municípios. Bolsonaro informou que vai sancionar ainda hoje o projeto que concede ajuda de R$ 600 a trabalhadores informais durante a crise provocada pelo coronavírus, aprovada segunda-feira pelo Senado.

— De hoje para amanhã (serão) três medidas provisórias. A primeira é a trabalhista, que visa à manutenção de empregos, com a previsão de R$ 58 bilhões de gasto. Outra MP é de crédito para manutenção de empregos, também na ordem de R$ 34 bilhões. É que as fontes são diferentes. E, a última MP, apoio para estados e municípios, fundo de participação de municípios e de Estados. É um socorro emergencial em que estão previstos por parte da União R$ 16 bilhões.