Causas comuns da infertilidade

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 15% da população mundial sofre com a infertilidade

Publieditorial*
Hoje em dia ouvimos muitas histórias de pessoas que estão tentando engravidar. Isso não é somente porque existe uma diminuição da fertilidade masculina e feminina, mas também porque por muitas décadas este assunto era tabu e as pessoas que não conseguiam realizar o sonho da gravidez sofriam em silêncio. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 15% da população mundial sofre com a infertilidade, que é caracterizada quando o casal não consegue engravidar após um ano de tentativas, apesar de não utilizar métodos anticonceptivos e ter relações sexuais frequentes. Para conhecer as principais causas da infertilidade, consultamos a Dra. Genevieve Coelho, especialista em reprodução humana e diretora do IVI Salvador. Ela explica que a idade da mulher é um fator importante, mas não é o único, pois também são encontrados casos de infertilidade em mulheres jovens, além disso, afirma que as causas masculinas para não estar conseguindo a gravidez são tão frequentes quanto as femininas. Principais doenças que podem causar infertilidade: Síndrome dos ovários policísticos (SOP): este transtorno endócrino prejudica a ovulação, além de causar outros fatores de risco para a fertilidade como a obesidade e a resistência à insulina. A SOP pode ser tratada para conseguir a gravidez espontânea, no entanto, se associada a outras causas ou dependendo da idade da mulher, pode ser necessário tratamento de fertilização in vitro.Endometriose: Esta doença que atinge 6 milhões de brasileiras e costuma demorar vários anos para ser diagnosticada é normalmente acompanhada de fortes cólicas menstruais, mas também pode em ocasiões não produzir sintomas. Mulheres com endometriose, dependendo do estado de avanço da doença, podem engravidar naturalmente ou com a ajuda de tratamentos de reprodução assistida.Varicocele: Caracterizada pela dilatação das veias no testículo, parecido com as varizes, é responsável por 40% dos casos de infertilidade masculina. Quando provoca a perda da fertilidade, ela pode ser restabelecida com correção cirúrgica ou através de tratamento de reprodução humana.Clamídia e Gonorreia: Ambas doenças sexualmente transmissíveis quando não tratadas a tempo provocam inflamações, que como consequência podem comprometer a fertilidade.Patologias do sistema imunológico: Algumas doenças autoimunes, imunodeficiências e alterações metabólicas associadas a desequilíbrios imunológicos, podem prejudicar a fertilidade e devem ser tratadas com o apoio de um imunologista.Tratamento contra o câncer: A quimioterapia e a radioterapia são tratamentos tóxicos e podem causar infertilidade. Recomenda-se às pessoas com diagnóstico de câncer realizar o congelamento de óvulos ou de sêmen antes de começar o tratamento para evitar que ao superar a doença, tenham sua capacidade reprodutiva comprometida.Tomar anticoncepcional muito tempo afeta a fertilidade?
Não. No entanto, ao tomar o anticoncepcional por vários anos simulando ciclos menstruais regulares, a mulher pode não perceber que alguma outra causa pode estar afetando sua fertilidade, ou se sua idade é superior a 35 anos, a fertilidade estará reduzindo naturalmente.Obesidade afeta a fertilidade?
Sim. A obesidade pode provocar disfunções hormonais, chegando a causar a anovulação (ausência de ovulação) nas mulheres e redução da qualidade dos espermatozoides nos homens.Recomendações de como engravidar mais fácil: Manter uma dieta equilibrada, não fumar e evitar o sedentarismo é positivo para conseguir a gravidez. Mas também é necessário fazer uma revisão geral antes de começar a tentar engravidar para evitar complicações e garantir a melhor saúde para o futuro bebê. Caso não consiga a gravidez após um ano, procure um especialista em reprodução humana.*Conteúdo de responsabilidade de parceiros