Mundo

Chá com cocaína é vendido por engano há anos na Itália

Substância não é permitida no país, mas proprietário de lojas a vendia sem saber

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um chá de ervas que contém cocaína estava à venda em lojas da Itália por anos, porém a polícia descobriu o fato recentemente. A descoberta foi feita por acaso, depois que um motorista de ônibus de 38 anos de idade, na cidade de Gênova, testou positivo para a substância.


O motorista, identificado apenas como Roberto, bradou que era inocente e argumentou que a única comida ou bebida que ele havia ingerido fora da rotina foi uma xícara do chá "Delisse alla coca" no dia anterior.

Ele acrescentou que a bebida o fazia se sentir mais alerta ao volante, e isso fez com que o médico desconfiasse e pedisse que lhe trouxessem sacos daquele chá para exames. Depois de beber um copo, o médico fez testes em si mesmo, também com resultado positivo para cocaína, de acordo com o jornal "La Repubblica".


As autoridades italianas foram informadas e investigaram a loja que vendeu o produto. O proprietário tinha toda a documentação relevante e tinha sido legalmente autorizado a comprar os sacos de chá de um atacadista peruano baseado em Milão. No Peru, chás à base de cocaína são apreciados há milhares de anos.