Literatura

Flica 2014 já tem data marcada e novidades divulgadas

Um dos principais eventos literários do país prestará homenagens especiais a Mãe Estela e ao escritor João Ubaldo Ribeiro

Márcia Luz (marcia.luz@redebahia.com.br)
- Atualizada em
Pelo quarto ano, durante cinco dias - de 29 de outubro a 2 de novembro -, Cachoeira viverá dias mais literários com a realização da Flica 2014. Autores nacionais e internacionais participarão de 12 mesas especiais, debates e circularão pela cidade em contato bem próximo com seus leitores. Este ano, uma das grandes novidades é que o evento passa a homenagear um autor e a primeira será Mãe Estela. João Ubaldo Ribeiro, que participaria da festa, também será celebrado e lembrado com a mesa especial 'Viva João Ubaldo Ribeiro'. O evento terá três espaços distintos para abrigar sua programação: as mesas da Flica e os encontros com autores acontecerão no Claustro do Carmo; a Fliquinha - versão infantil da festa literária com lançamentos, oficinas e encontros com autores - será no novo cinema, o Cine-Teatro Cachoeirano, um equipamento dos mais modernos. E na Praça da Aclamação, estará o espaço especial para a programação musical. A Fliquinha conta com coordenação de Lilian Gramacho e Mira Silva, enquanto que a agenda musical do evento tem curadoria de Sérgio Siqueira. 
Na tarde desta terça (29), os coordenadores gerais da Flica, Marcus Ferreira, Emmanoel Mirdad e Aurélio Schommer, reuniram parceiros, autores e jornalistas, no auditório da Rede Bahia para o lançamento oficial da festa literária, que também contou com as apresentações do diretor executivo Paulo Sobral, e do presidente da Rede Bahia, Antônio Carlos Magalhães Júnior. 
A programação e os autores que estarão presentes no evento serão divulgados gradativamente, através do site (www.flica.com.br), que também ganhou nova cara com a repaginação da marca do evento. As informações também estarão nas redes sociais, nos perfis do Twitter (@flicaoficial) e do Facebook (FlicaOficial).
Mãe Estela será a homenageada da Flica 2014
Durante o lançamento, os organizadores deram algumas pistas do que vai acontecer nos cinco dias de festa. No sábado, por exemplo, haverá uma mesa em homenagem à Mãe Estela, com mediação de Jaime Sodré. Além disso, os escritos da religiosa serão espalhados pela cidade. "Coisa boa quando a gente se junta com os bons... A Flica vai engrandecer a cidade e o estado, e aumentar ainda mais a fé e a simpatia que vocês emanam", afirmou a homenageada, durante o ato de lançamento. Além das oficinas e das atividades lúdicas-educativas, a Fliquinha contará com a participação de importantes autores e artistas. O ilustrador Roger Mello, primeiro brasileiro a ganhar o prêmio Hans Christian Andersen, o 'Nobel' da literatura infantil, estará em Cachoeira, bem como Heloisa Prieto, que iniciou a carreira como contadora de histórias infantis e já publicou mais de 40 livros para crianças; e ainda o itabunense Cyro de Mattos, advogado e jornalista aposentado, poeta, cronista, ensaísta e autor de livros infantis, com 38 obras publicadas e 50 prêmios literários.   
Débora Knittel e Érica Falcão, autoras de 'Eclipse da Lua Azul' farão lançamento na festa de Cachoeira
As autoras do livro 'Eclipse da Lua Azul - Mundo Humano' (Solisluna Editora), Débora Knittel e Érica Falcão, também marcarão presença na Flica e estão muito felizes em poder lançar lá a publicação. "Escrevemos a nossa obra juntas, ficção fantástica para o público infanto-juvenil, e, na Flica, poderemos atingir o maior número possível de leitores. É uma honra participar da Flica, que é um evento que parte da nossa terra e vamos lançar lá nosso livro", diz Érica Falcão. A amiga de infância e hoje sua parceira na literatura, Érica comenta que apresentaram o livro na feira de Bolonha e a expectativa agora é encontrar os leitores da Flica para mostrarem sua história. "O livro é uma  ficção fantástica sobre duas amigas e se passa no Rio de Janeiro. Mostramos os seres fantásticos, mas vinculados aos mitos brasileiros. Nossos elfos têm características indígenas. Falamos sobre o mundo humano, o angelical e elemental, e sobre valores, como a importância da família e a sustentabilidade e preservação do meio ambiente. O retorno está sendo fantástico", conta Débora Knittel.