Mais Esportes

Médico diz que Pacquiao apresenta sinais do Mal de Parkinson

Lutador filipino estaria com sintomas da doença, que degenera o sistema nervoso central. Ele tem 34 anos e é uma lenda do boxe

Da Redação (esportes@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
Manny Pacquiao é considerado uma lenda no boxe

Tido como o melhor lutador peso por peso do mundo e campeão mundial em oito categorias do boxe, o filipino Manny Pacquiao, de 34 anos, tem preocupado o seu país e demais amantes do esporte. Após membros de sua família detectarem sinais do Mal de Parkinson no lutador, agora é um renomado médico filipino que levanta as suspeitas.


O neurologista Rustico Jiménez afirmou, em entrevista a uma rádio local, que Pacquiao apresentou sinais da doença degenerativa no sistema nervoso central. "Por mais que ainda tenha reflexos muito rápidos, notei recentemente, e é meu ponto de vista, que existem sinais prematuros de Parkinson. Não digo que esteja perto, mas vejo que existem alguns sinais prematuros", disse, segundo o Portal Terra.


Jimenez lembrou que o Mal de Parkinson não surge de uma só vez, mas aos poucos, com deterioração continuada por lesões cerebrais. "O Parkinson é um transtorno que causa incapacidades motoras e cognitivas, afetando a expressão das emoções e a autonomia nos seus movimentos. Se me perguntassem, acho que ele deveria se aposentar", completou o neurologista, que é presidente da Associação de Hospitais Privados das Filipinas.


Ali - No boxe, o caso mais emblémático de um lutador com Mal de Parkinson é o americano Muhammmad Ali. Campeão mundial dos pesos-pesados e também campeão olímpico, Ali teve a doença diagnosticada na década de 1980. Em 2010, Ali foi a Israel para tratar a doença. O trabalho é feito com células tronco adultas. Treinador de Pacquiao, Freddie Roach também sofre da mesma doença.